Roupa de velório: como vestir seu ente querido para o funeral

O modo como nos vestimos diz muito sobre n√≥s. Isso √© v√°lido tamb√©m para o momento da morte, quando os familiares escolhem a roupa de vel√≥rio que a pessoa ir√° usar. Essa escolha depende de muitos fatores, como o gosto pessoal da pessoa que se foi ou o simbolismo das tradi√ß√Ķes.

Neste artigo, trouxemos algumas dicas sobre como escolher a roupa de velório e vestir seu ente querido para o funeral, passando a imagem desejada. Continue a leitura e confira!

A import√Ęncia dos rituais de despedida

Escolher a roupa de vel√≥rio √© apenas uma das etapas dos rituais f√ļnebres que fazem parte de nossa cultura. A cerim√īnia do funeral e do sepultamento ou crema√ß√£o s√£o fundamentais para que os familiares e amigos elaborem a realidade da perda e vivenciem o luto de forma adequada.

Pode parecer desnecess√°rio pensar em uma roupa para vel√≥rio, mas n√£o √©. Essa √© uma a√ß√£o que pode ajudar os familiares a entender, pouco a pouco, que √© preciso dar o √ļltimo adeus e que, infelizmente, aquela pessoa partiu.

Vestir a pessoa falecida com sua roupa preferida, por exemplo, pode ser um gesto cheio de significado. Assim, a √ļltima imagem que as pessoas ter√£o daquele que se foi ser√° condizente com o que ele foi em vida.

Como escolher a roupa de velório

Como dissemos, escolher a roupa de enterro pode ser uma etapa importante para a elaboração da perda. Há quem prefira ir no simples, enquanto outros gastam mais tempo pensando sobre essa questão. Não há certo ou errado, mas existem algumas dicas que podem te ajudar nesse momento, confira!

  1. Em alguns casos, o próprio falecido já tem em mente a roupa que gostaria de usar no dia de seu funeral. Então, é importante respeitar essa vontade, se ela existir.
  2. Se quiser traduzir a personalidade da pessoa que faleceu, escolha uma de suas roupas favoritas, desde que esteja em bom estado de conservação.
  3. Se a ideia √© respeitar as tradi√ß√Ķes, tamb√©m existem op√ß√Ķes. Os homens normalmente s√£o vestidos com ternos, palet√≥ e gravata. As mulheres, por outro lado, podem usar vestidos pretos de linho ou outro material nobre.
  4. Para algumas religi√Ķes, existem algumas vestes pr√≥prias para o sepultamento do ente querido. No juda√≠smo, por exemplo, usa-se roupas brancas e luvas, enquanto no hindu√≠smo √© escolhida uma roupa nova, geralmente branca.

Conte com a Viva Mais Plan

Quando uma pessoa pr√≥xima falece, al√©m de lidar com a dor da perda, precisamos tomar uma s√©rie de decis√Ķes. Alugar a sala do funeral, comprar o caix√£o, escolher a roupa de vel√≥rio, definir o local do sepultamento. Todas essas quest√Ķes s√£o ainda mais complicadas de serem resolvidas no momento do luto.

Por isso, contar com um plano de assist√™ncia funeral √© de grande import√Ęncia para sua fam√≠lia. Assim, voc√™ toma essas decis√Ķes previamente e, no momento do luto, n√£o tem que se preocupar com quest√Ķes financeiras e burocr√°ticas. Entre em contato conosco para saber sobre como os servi√ßos da Viva Mais podem te ajudar!

Aniversário de morte: o que fazer nessa data tão difícil

Eis uma expressão que parece contraditória: aniversário de morte. Em um aniversário, celebramos a vida, sempre com muita festa e alegria. Mas e quando estamos falando de uma data em que não há o que comemorar, já que relembra a partida de um ente querido?

Neste artigo, vamos falar sobre como agir em datas como o anivers√°rio de morte de um ente querido. Continue a leitura e descubra nossas dicas que podem te ajudar a enfrentar esse momento de forma mais leve.

Vivencie o luto em todas as suas fases

Enquanto para algumas pessoas o aniversário de morte é uma data extremamente dolorosa, para outras pode ser mais leve, marcada por uma saudade serena. Não existe um jeito certo de viver esse dia e enfrentar a dor da perda. O que é preciso é enfrentar o luto e atravessar esse processo de cura.

√Č importante se permitir sentir raiva, tristeza e melancolia. N√£o esconda esses sentimentos debaixo do tapete, pois uma hora eles v√£o surgir. Permita-se ser vulner√°vel nesse momento e reaprender a seguir a vida sem aquele que partiu.

Assim, na ocasi√£o do anivers√°rio de falecimento voc√™ estar√° mais preparado para lidar com a avalanche de emo√ß√Ķes que pode surgir.

Como agir em um anivers√°rio de morte

Sabemos que não é fácil enfrentar esse momento. Mas existem algumas atitudes que podem te ajudar a viver o dia do aniversário de morte de uma pessoa querida de forma mais leve. Confira nossas dicas a seguir!

  • Pense coisas boas: pode parecer dif√≠cil, mas experimente pensar em coisas positivas durante o dia. Um cora√ß√£o em paz pode te ajudar a atravessar a data com mais serenidade.
  • Fa√ßa uma lista: em meio √† aus√™ncia que se faz presente diariamente, voc√™ certamente gostaria de ter dividido muitas conquistas com quem se foi. Ent√£o, que tal fazer uma lista com essas viv√™ncias e compartilhar cada item com uma pessoa do seu conv√≠vio? Assim, voc√™ tem novas perspectivas sobre os fatos e ainda se d√° conta de quantas pessoas queridas tem ao seu redor.
  • Organize as fotos em uma linha do tempo: nesse dia, √© inevit√°vel n√£o querer mexer com fotografias. Mas que tal fazer isso com um peso diferente? Organize uma linha do tempo da sua vida, selecionando uma foto para cada ano.

Assim, voc√™ vai enxergar a contribui√ß√£o de cada acontecimento para a constru√ß√£o de quem voc√™ √© hoje. Se quiser, pode at√© escrever uma mensagem de anivers√°rio de falecimento, n√£o para lamentar a aus√™ncia, mas para agradecer a presen√ßa at√© o √ļltimo dia.

Conte com a Viva Mais Plan

Lidar com a perda de um ente querido é sempre desafiador Рe pode ser ainda mais doloroso em datas como o aniversário de morte. Neste artigo, trouxemos algumas dicas que podem te ajudar a viver esse dia com mais leveza e gratidão.

A Viva Mais Plan acredita que todos merecem viver um luto digno. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo suporte que sua família precisa nesse momento. Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços!

Saiba quanto custa um caixão e outros serviços funerários

Nunca estamos preparados emocionalmente para perder um ente querido. Mas podemos nos organizar financeiramente para tornar o momento do luto menos doloroso. Afinal, os gastos com o funeral e o sepultamento ou cremação são bastante consideráveis Рe a maioria das pessoas não sabe quanto custa um caixão.

Neste artigo, vamos falar sobre os diversos serviços funerários que são importantes nesse momento tão difícil. Continue a leitura e descubra quanto custa um caixão e outros elementos!

Quais são os serviços funerários envolvidos?

Como dissemos, saber quanto custa um caixão é importante para que a família se organize financeiramente para o momento do falecimento de um ente querido. Além disso, também é fundamental conhecer todos os serviços funerários envolvidos para evitar surpresas desagradáveis em um momento em que todos já estão fragilizados.

A seguir, confira todas as quest√Ķes – e gastos – do funeral, sepultamento e crema√ß√£o!

  • Libera√ß√£o do corpo: n√£o tem custo, mas √© uma burocracia que pode demorar, especialmente se o corpo precisar passar pela per√≠cia do IML (Instituto M√©dico Legal).
  • Tanatopraxia ou prepara√ß√£o do corpo: √© importante para retardar a decomposi√ß√£o do corpo durante o tempo do vel√≥rio. Custa em m√©dia R$800.
  • Traslado do corpo: quando o falecimento ocorre em local distante do sepultamento, √© preciso contratar esse servi√ßo, que tem pre√ßos variados.
  • Aluguel e decora√ß√£o da sala de vel√≥rio: o aluguel custa em m√©dia R$300, enquanto uma coroa de flores simples n√£o sai por menos de R$150.
  • Sepultamento: nos cemit√©rios de S√£o Paulo, um enterro custa cerca de R$400.
  • Crema√ß√£o: tamb√©m tem pre√ßos variados, que podem ir de R$2.000 a R$6.500.
  • Taxa de exuma√ß√£o: pode variar de R$80 a R$500, dependendo do local.

Como voc√™ pode ter percebido, o pre√ßo de um caix√£o n√£o √© o √ļnico a ser considerado nesse momento. Os gastos s√£o muitos e a burocracia tamb√©m.

Quanto custa um caix√£o?

No tópico anterior, elencamos os valores dos principais serviços funerários, exceto do caixão Рe é o que vamos mostrar agora. Afinal, quanto custa um caixão simples? E um luxuoso? A resposta é: depende!

A depender do material em que o caix√£o foi fabricado, do tamanho e do acabamento e dos ornamentos escolhidos, seu valor pode variar.

Uma urna simples, de madeira, pode custar R$400. Por outro lado, se a família optar por um modelo feito mogno pintado à mão, o caixão pode custar mais de R$1.000. Em alguns casos, depenendo do material, o preço pode chegar a R$20.000!

Conte com a Viva Mais Plan

Certamente, s√£o muitos gastos e preocupa√ß√Ķes para o momento do funeral de um ente querido. Em uma situa√ß√£o em que j√° estamos fragilizados pela dor da perda, ter que resolver tantas quest√Ķes pode tornar tudo ainda mais doloroso.

Por isso, contar com um plano de assist√™ncia funeral pode ser de grande import√Ęncia para sua fam√≠lia. Assim, voc√™ j√° descobre anteriormente quanto custa um caix√£o – e esse valor √© dilu√≠do na pequena mensalidade que voc√™ deve pagar.

Entre em contato conosco e descubra como a Viva Mais Plan pode te ajudar a planejar o amanh√£ para viver melhor o presente!

Cerim√īnia f√ļnebre: o que fazer e o que dizer nessa situa√ß√£o?

A cerim√īnia f√ļnebre √© um momento de despedida dos familiares e amigos, a oportunidade para dar o √ļltimo adeus a algu√©m querido. Nessa situa√ß√£o de dor e vulnerabilidade, precisamos ficar atentos aos nossos comportamentos, para n√£o aumentarmos ainda mais o sofrimento dos presentes.

este artigo, preparamos algumas dicas do que fazer e o que dizer em uma cerim√īnia f√ļnebre. Continue a leitura e confira nossas dicas sobre como se comportar em um vel√≥rio, sepultamento ou crema√ß√£o!

A import√Ęncia da cerim√īnia f√ļnebre

Como dissemos, a cerim√īnia f√ļnebre √© essencial para o processo de luto, porque permite que familiares e amigos fa√ßam sua despedida. Para entender a import√Ęncia desses rituais, basta olhar para os desafios enfrentados na pandemia: sem poder realizar o vel√≥rio, as fam√≠lias sofrem muito mais pela perda.

Mais do que meras formalidades, o vel√≥rio e a cerim√īnia de crema√ß√£o ou sepultamento nos ajudam a compreender a realidade da perda. √Č onde podemos nos expressar, demonstrar nosso pesar e receber o apoio daqueles que nos amam.

O que fazer e o que n√£o fazer em uma cerim√īnia f√ļnebre

Acima de tudo, √© preciso entender que cada religi√£o e cada fam√≠lia tem uma forma de lidar com a morte. Ent√£o, mesmo que voc√™ n√£o compartilhe das mesmas cren√ßas, √© fundamental manter o respeito durante a cerim√īnia, para n√£o tornar o momento ainda mais doloroso para as pessoas mais pr√≥ximas.

Lembre-se que esse n√£o √© o momento de questionar a morte ou procurar saber detalhes de como a pessoa faleceu. O mais importante, agora, √© oferecer as palavras de consolo que as pessoas mais pr√≥ximas precisam. Se voc√™ n√£o for bom com as palavras, limite-se a oferecer um abra√ßo e dizer ‚Äúmeus sentimentos‚ÄĚ.

H√° quem prefira escrever uma mensagem para cerim√īnia f√ļnebre, mas √© muito importante obter a autoriza√ß√£o da fam√≠lia para compartilhar essas palavras em p√ļblico.

A seguir, confira outras dicas de comportamento em um velório, cremação ou sepultamento:

  • Se voc√™ era pr√≥ximo da pessoa que faleceu e n√£o puder estar presente, envie uma coroa de flores;
  • Coloque o celular no modo silencioso. Se precisar atend√™-lo, se afaste, fale em um tom baixo e seja breve;
  • N√£o tire foto do falecido nem do local;
  • Voc√™ n√£o precisa ir de preto ao vel√≥rio, mas tenha o cuidado de n√£o usar roupas chamativas e decotadas;
  • Deixe que os familiares se sentem nos locais mais pr√≥ximos ao caix√£o;
  • Evite falar express√Ķes vazias como ‚Äúdescansou‚ÄĚ, ‚Äúfoi melhor assim‚ÄĚ ou ‚ÄúDeus quis assim‚ÄĚ, pois isso pode aumentar ainda mais o sofrimento da pessoa;
  • Evite conversar com quem estiver concentrado ou chorando, respeite o espa√ßo e a dor do outro;
  • Lembre-se que uma cerim√īnia f√ļnebre n√£o √© um encontro de fam√≠lia ou amigos, mas sim um ritual de despedida.

Conte com a Viva Mais Plan

A Viva Mais Plan acredita que todos merecem uma cerim√īnia f√ļnebre digna e adequada ao que significou em vida. Por isso, para oferecer todo o suporte que sua fam√≠lia precisa no momento do luto, contamos com planos de assist√™ncia funeral.

Entre em contato conosco e descubra como nossos serviços podem ajudar sua família!

Como aceitar a morte e viver melhor?

Todos nós sabemos que a vida não é eterna, mas nem todos entendemos nossa finitude e aprendemos como aceitar a morte. A maioria das pessoas tem medo de morrer e perder seus entes queridos, por isso evita falar sobre o tema. Será que essa é a melhor maneira de lidar com as perdas?

Neste artigo, vamos falar sobre como aceitar a morte pode te ajudar a entender melhor a vida. Continue a leitura e descubra como esse assunto pode te mostrar o caminho para mais realização e felicidade!

Compreender a morte é também compreender a vida

Infelizmente, não podemos controlar quando, como e onde uma morte acontece. Descobrir como aceitar a morte é um desafio para aqueles que estão sofrendo pela perda de alguém Рmas também para aqueles que tomam consciência de sua finitude.

Não estamos acostumados a falar sobre isso, afinal, ninguém quer morrer ou ver seus entes queridos partir. Mas é preciso, pois o medo da morte pode estar nos causando um certo medo de viver. Afinal, como entender a morte?

A partir do momento em que compreendemos que a morte faz parte do ciclo da vida, nossa perspectiva muda. Passamos a dar mais valor para nossa sa√ļde, nossas rela√ß√Ķes e nossos desejos. N√£o √© preciso sofrer um infarto e sobreviver para entender a import√Ęncia de cuidar do nosso corpo. Da mesma forma, n√£o √© preciso quase morrer ou perder algu√©m para dar valor √† vida.

Como aceitar a morte: a import√Ęncia de vivenciar o luto

O luto √© um processo que nos permite nos curar e reorganizar a nossa vida sem aquele que partiu. Por isso √© t√£o importante vivenciar cada fase e respeitar as emo√ß√Ķes que podem surgir pelo caminho.

Mas, afinal, como reagir diante da perda e como encarar a morte e o luto? Confira nossas dicas!

  • Entenda as rea√ß√Ķes que fazem parte do luto, sejam elas f√≠sicas ou emocionais. Se permita chorar, gritar, sentir falta. Atravessando o processo, logo ele ficar√° mais leve e s√≥ restar√° a saudade.
  • Busque pessoas com quem voc√™ possa contar. Apesar de o luto ser um processo solit√°rio, ter o apoio de quem voc√™ ama pode tornar tudo mais simples e menos doloroso.
  • Respeite seu luto, entendendo que cada perda pode gerar uma rea√ß√£o diferente. N√£o se compare, n√£o se culpe. Acolha e seja gentil com suas emo√ß√Ķes.
  • Fa√ßa um ritual de despedida, seja no vel√≥rio ou depois do sepultamento. Escrever uma carta para aquele que partiu ou visitar um local especial para voc√™s pode ajudar.
  • Procure ajuda profissional, se sentir que n√£o consegue retomar a sua vida depois de algum tempo.

Conte com a Viva Mais Plan

A Viva Mais Plan acredita que descobrir como aceitar a morte é também entender como aproveitar as oportunidades que a vida oferece. Afinal, planejar o amanhã é viver melhor o presente.

Entre em contato conosco e descubra como nossos planos de assistência podem ajudar a sua família a atravessar o luto com mais dignidade!

Declara√ß√£o de √≥bito: qual a import√Ęncia desse documento?

Quando uma pessoa falece, uma das primeiras provid√™ncias a serem tomadas √© a declara√ß√£o de √≥bito. Acima de tudo, sem esse documento, n√£o √© poss√≠vel prosseguir com as quest√Ķes legais do falecimento ou dos servi√ßos funer√°rios, como a organiza√ß√£o do funeral e do sepultamento.

Neste artigo, vamos explicar o que √© a declara√ß√£o de √≥bito, como ela deve ser feita e qual a import√Ęncia desse documento. Ent√£o, continue a leitura e entenda mais sobre o assunto!

O que é a declaração de óbito?

Mais conhecida como atestado de √≥bito, a declara√ß√£o de √≥bito √© um documento m√©dico que atesta a morte de uma pessoa, indicando as suas causas. √Č necess√°rio preencher esse atestado em todos os tipos de morte: natural ou acidental, dentro ou fora do hospital.

Isso significa que, mesmo que a morte tenha ocorrido em casa, a família deve procurar um médico para que ele examine o falecido e indique a causa da morte. Por outro lado, se o óbito ocorreu em um hospital, o processo é praticamente automático e a equipe médica responsável já preenche os campos necessários da declaração.

√Č importante destacar que o m√©dico n√£o pode emitir o atestado ou declara√ß√£o de √≥bito sem examinar presencialmente o corpo. Al√©m disso, o profissional deve ser o mais espec√≠fico poss√≠vel sobre a causa mortis, evitando termos gerais como ‚Äúparada card√≠aca‚ÄĚ ou ‚Äúparada cardiorespirat√≥ria‚ÄĚ.

O que consta em uma declaração de óbito?

Como dissemos, a declaração de óbito é um documento médico com validade jurídica. Então, em caso de falecimento, é simples saber como conseguir atestado de óbito: se a morte ocorreu em hospital, a própria instituição emite a declaração. Por outro lado, se ocorrer em casa, o corpo deve passar por perícia médico-legal.

A seguir, confira as informa√ß√Ķes que esse documento t√£o importante deve conter:

  • Identifica√ß√£o da pessoa que veio a √≥bito;
  • Endere√ßo do falecido;
  • Local onde ocorreu a morte;
  • Diagn√≥stico preciso sobre a causa b√°sica da morte e as complica√ß√Ķes que possam ter surgido;
  • Dados do m√©dico que est√° emitindo o atestado;
  • Demais quest√Ķes relacionadas √† morte, quando n√£o se trata de causas naturais. Esse campo √© preenchido ap√≥s a per√≠cia do Instituto M√©dico Legal.

A impress√£o da declara√ß√£o de √≥bito deve ser feita em tr√™s vias. A primeira delas permanece no prontu√°rio m√©dico do falecido, a segunda √© levada para as Unidades Notificadoras e a √ļltima √© destinada aos familiares.

Os familiares devem utilizar o atestado para emitir a Certid√£o de √ďbito em cart√≥rio, bem como para organizar o funeral e o sepultamento.

Conte com a Viva Mais Plan

Quando um ente querido falece, al√©m de lidar com a dor da perda, temos que resolver quest√Ķes burocr√°ticas, como a emiss√£o da declara√ß√£o de √≥bito. Nesse momento em que estamos t√£o fragilizados, contar com a ajuda de uma empresa especializada pode ser de grande valor.

Por isso, a Viva Mais Plan conta com planos de assistência funeral que oferecem todo o suporte que sua família precisa no momento do luto. Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços!

6 tipos de luto: conheça as diferentes faces da dor

Provavelmente você já sabe que o luto é o processo que acontece quando há o rompimento de um vínculo importante. Também já deve saber que esse processo ocorre não somente com a morte de alguém, mas também com o fim de um relacionamento ou emprego, por exemplo. Mas você sabia que existem diferentes tipos de luto?

Para cada pessoa e cada situa√ß√£o, existe uma viv√™ncia diferente. √Č por isso que existe n√£o s√≥ um, mas v√°rios tipos de luto. E esse √© o assunto deste artigo. Ent√£o, continue a leitura e entenda mais sobre o tema!

Em qualquer dos tipos de luto: a import√Ęncia de respeitar seus processos

Como dissemos, os tipos de luto s√£o resultados das mais diversas situa√ß√Ķes e de nossas condi√ß√Ķes emocionais de lidar com as perdas. Cada pessoa √© √ļnica e sente de uma forma diferente, mas √© preciso respeitar e vivenciar os processos inteiramente. √Č preciso viver o luto em todas as suas fases:

  1. Negação;
  2. Raiva;
  3. Barganha;
  4. Depress√£o;
  5. Aceitação.

√Č somente atravessando os cinco est√°gios do luto que podemos alcan√ßar a supera√ß√£o e aprender a seguir em frente.

6 tipos de luto

Do luto natural ao luto não reconhecido, existem algumas formas de lidar com as perdas. E é sobre isso que vamos falar a seguir. Confira!

Luto natural

A perda de um ente querido pode provocar mudan√ßas significativas em nossas vidas. √Č natural que a pessoa passe por uma fase de falta de interesse em atividades cotidianas. Mas, aos poucos, ela vai aceitando a morte e se adaptando √† nova realidade.

Luto complicado ou patológico

No luto complicado, as rea√ß√Ķes √† perda se intensificam e a sensa√ß√£o de melancolia passa a fazer parte da rotina da pessoa. Assim, o luto pode durar anos ou a vida toda, minando a qualidade de vida e as perspectivas de futuro. Nesses casos, √© preciso buscar ajuda profissional para aprender a elaborar as emo√ß√Ķes de forma saud√°vel.

Luto antecipatório

O luto antecipatório se inicia antes mesmo da perda do ente querido. Esse processo é bastante comum entre familiares e pacientes em fase terminal de uma doença grave. Acima de tudo, trata-se de se preparar para lidar com a perda real Рe contar com acompanhamento nesse momento é fundamental.

Luto adiado

Aqui, a pessoa n√£o se d√° o direito de sofrer pela perda – e vai adiando as emo√ß√Ķes, jogando debaixo do tapete. Acontece que, em algum momento, essa dor vai aparecer novamente e em uma intensidade ainda maior. Por isso, √© um dos tipos de luto que mais merecem aten√ß√£o.

Luto coletivo

Quando uma situa√ß√£o impacta muita gente ao mesmo tempo, temos o luto coletivo. √Č o caso da cat√°strofe de Brumadinho ou da pandemia do novo coronav√≠rus, por exemplo. Assim, o sentimento de dor profunda afeta popula√ß√Ķes inteiras.

Luto n√£o reconhecido

Por fim, temos o luto não reconhecido. Quando uma mulher perde o bebê ainda nos primeiros meses de gestação, muitas pessoas ao seu redor não entendem a sua dor e acabam subestimando o seu sofrimento. O mesmo acontece com pessoas que perderam seus animaizinhos de estimação. Esse é um processo de luto bastante doloroso, porque não é validado e a pessoa não tem direito de se expressar.

Neste artigo, falamos sobre os diversos tipos de luto, que acontecem em diferentes situa√ß√Ķes – e com diferentes habilidades emocionais. Acima de tudo, √© preciso respeitar os ciclos da vida e aceitar nossas vulnerabilidades para que esse processo seja o mais natural poss√≠vel.

A Viva Mais Plan acredita que todos merecem vivenciar um luto digno. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo o suporte que sua família precisa nesse momento tão delicado. Entre em contato conosco para saber mais!

Diretivas antecipadas de vontade: o que s√£o e como fazer?

Se, por um lado, o aumento da expectativa de vida nos traz melhores condi√ß√Ķes de vida, por outro coloca os m√©dicos em um dilema √©tico. Afinal, com o prolongamento da vida tamb√©m h√° maior incid√™ncia de doen√ßas cr√īnicas graves e incur√°veis. Mas como saber quais tratamentos o paciente deseja ou n√£o ser receber, especialmente quando n√£o estiver apto a responder? √Č para isso que servem as diretivas antecipadas de vontade.

Neste artigo, vamos falar sobre o que s√£o e como s√£o feitas as diretivas antecipadas de vontade. Continue a leitura e confira mais informa√ß√Ķes sobre esse tema t√£o importante para familiares e pacientes com doen√ßas terminais!

O que s√£o as diretivas antecipadas de vontade?

Também chamadas de testamento vital, as diretivas antecipadas de vontade são um documento escrito e assinado pelo paciente, destinado à equipe médica. Dessa forma, tal documento tem o objetivo de orientar sobre os cuidados e tratamentos que deseja ou não receber quando estiver incapacitado de expressar seus desejos.

Assim, a diretiva antecipada de vontade deve deixar claro quais são os valores do paciente, ou seja, o que mais importa para ele. Em alguns casos, o valor maior é a convivência com a família, enquanto para outras pessoas o desejo é de viver a qualquer custo. Então, o médico adota a melhor estratégia para proporcionar uma melhor qualidade de vida nessa fase.

As diretivas antecipadas do paciente prevalecerão sobre qualquer outro parecer não médico, inclusive sobre os desejos dos familiares. Porém, se houver conflitos éticos ou ausência de consenso, o médico deve recorrer ao comitê de bioética do local onde estiver atendendo.

Para que servem as diretivas?

As diretivas antecipadas podem ser feitas a qualquer momento, de forma particular ou p√ļblica. Mas a recomenda√ß√£o √© de elaborar esse documento junto a um cart√≥rio, para que seus direitos sejam ainda mais validados e respeitados.

Acima de tudo, eis o que √© testamento vital: um documento em que o paciente expressa os seus desejos em rela√ß√£o a tratamentos de sa√ļde. N√£o existe uma lei que obrigue o seu cumprimento, que depende da equipe m√©dica e dos familiares.

A seguir, confira algumas hip√≥teses de declara√ß√Ķes que podem ser feitas em uma diretiva antecipada:

  • Desejo de n√£o ser submetido a procedimentos como ventila√ß√£o mec√Ęnica (respirador artificial);
  • Desejo de n√£o receber tratamentos medicamentosos ou cir√ļrgicos dolorosos ou extenuantes;
  • Inten√ß√£o de n√£o ser reanimado em caso de parada card√≠aca e/ou respirat√≥ria;
  • Op√ß√£o pela doa√ß√£o de √≥rg√£os;
  • Op√ß√£o pela crema√ß√£o;
  • Decis√Ķes sobre cerim√īnias f√ļnebres;
  • Outorgar mandato para outra pessoa decidir sobre seus tratamentos m√©dicos.

Conte com a Viva Mais Plan

Neste artigo, falamos sobre o que s√£o as diretivas antecipadas de vontade. Esse √© um documento importante para pacientes portadores de doen√ßas cr√īnicas, incur√°veis e degenerativas, possibilitando realizar escolhas sobre seus tratamentos de sa√ļde. Os m√©dicos devem acatar tais diretivas nas situa√ß√Ķes em que a pessoa n√£o pode expressar suas escolhas.

A Viva Mais Plan acredita que planejar o amanhã é viver melhor o presente. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo o suporte que sua família precisa no momento do luto. Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços!

Luto por um animal de estimação: como reconhecer e enfrentar a dor

Imagine se ver diante de uma grande perda e n√£o poder expressar os seus sentimentos. √Č isso o que muitas pessoas enfrentam quando est√£o passando pelo luto por um animal de estima√ß√£o. A falta de compreens√£o da sociedade pode reprimir e tornar essa dor ainda maior.

Assim como qualquer outra perda, o luto por um animal precisa ser respeitado e enfrentado. Afinal, muitas vezes o pet é quase como um membro da família e esteve presente em diversos momentos, felizes ou tristes.

Neste artigo, vamos falar como o luto por um animal é legítimo e quais são as atitudes que podem te ajudar a superar essa fase complicada. Continue a leitura e confira nossas dicas!

Por que respeitar e vivenciar o luto por um animal?

O luto √© o processo vivenciado quando h√° o rompimento de um v√≠nculo importante, seja pela morte de algu√©m ou pelo fim de um relacionamento, por exemplo. S√≥ quem pode dimensionar a intensidade e a import√Ęncia desse v√≠nculo √© quem vive a rela√ß√£o. Por isso, somente a pessoa que est√° enfrentando o luto por animal de estima√ß√£o √© que entende o tamanho dessa dor.

Subestimar a dor e dizer que ‚Äúera s√≥ um cachorrinho‚ÄĚ e que a pessoa pode ‚Äúadotar outro‚ÄĚ s√≥ torna o processo ainda mais complicado. √Č preciso acolher a dor do outro – e a sua pr√≥pria. √Č claro, em algum outro momento voc√™ pode ter outro pet, mas somente quando estiver preparado emocionalmente.

Como enfrentar a dor da perda?

Não existe uma fórmula pronta para lidar com a dor da perda, principalmente quando falamos do luto por animais de estimação. Porém, a principal indicação é a de respeitar o processo, que não é linear.

Em alguns dias, você pode se sentir mais triste, em outros pode ter mais facilidade para realizar suas tarefas cotidianas. Saber equilibrar esses momentos é fundamental para chegar à superação.

A seguir, confira nossas dicas que podem te ajudar a enfrentar a dor do luto por seu bichinho de estimação.

  1. N√£o questione nem esconda seus sentimentos. A dor da perda √© leg√≠tima e precisa ser vivenciada. Ao inv√©s de reprimir as emo√ß√Ķes, se permita passar pelas fases de sofrimento e de recupera√ß√£o.
  2. N√£o se culpe pela morte do animal. √Č comum que as pessoas se sintam culpadas ou respons√°veis pelo acontecido. Entenda que muitas situa√ß√Ķes fogem do nosso controle e que a culpa s√≥ atrapalha o processo de supera√ß√£o.
  3. Compartilhe seus sentimentos com seus amigos e familiares, especialmente com aqueles que já perderam um animalzinho. Assim, você pode se sentir acolhido.
  4. Organize um funeral ou memorial para o seu pet. Afinal, os rituais de despedida ajudam na elaboração do luto.
  5. Considere adotar outro animalzinho, não para substituir aquele que se foi, mas para escrever outros capítulos em sua história.

Neste artigo, falamos sobre a import√Ęncia de se vivenciar o luto por um animal de estima√ß√£o e como essa fase √© subestimada por muitos. Toda dor deve ser validada e respeitada, inclusive por n√≥s mesmos.

A Viva Mais Plan acredita que todos merecem viver um luto digno. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo o suporte que sua família precisa em um momento tão delicado. Entre em contato conosco para saber mais!

Luto por um filho: como lidar com a dor da perda

A morte de um filho é descrita como um dos acontecimentos mais dolorosos na vida de alguém, justamente porque inverte a lei natural da vida. O luto por um filho pode ser dilacerante, uma dor sem nome, antinatural. Independentemente da idade do filho, criança ou adulto, a dor vivenciada pelos pais pode ser marcada pela culpa e pela revolta.

O luto por um filho altera toda a estrutura familiar, por isso esse processo tende a ser mais complicado do que outras perdas. Neste artigo, vamos falar sobre os significados da perda de um filho e como lidar com essa dor t√£o intensa. Continue a leitura e confira.

O que a perda de um filho pode causar?

Como dissemos, o luto por um filho √© muitas vezes mais intenso do que outras formas de luto. Isso porque perder um filho √© tamb√©m perder as perspectivas de futuro: todos os sonhos e projetos precisam ser revistos e reajustados. √Č preciso pensar em uma nova vida.

Al√©m disso, os filhos s√£o vistos como uma extens√£o de seus pais. √Č por isso que a sua morte parece levar um peda√ßo daqueles que ficaram e a√≠ surge o vazio existencial. Assim, o luto parental √© um dos processos mais longos, que podem durar pelo resto da vida.

Em meio a tanta dor, culpa ou sentimento de impotência, pode surgir a chamada síndrome do sobrevivente. Dessa forma, os pais não aceitam a perda e acreditam que seria melhor que eles tivessem partido e não seu filho.

Todas essas emo√ß√Ķes podem abalar a fam√≠lia – e √© por isso que muitos casais se separam depois da morte de um filho. A perda permanece entre eles e os impede de seguir a vida juntos.

Como lidar com o luto por um filho?

Acima de tudo, é preciso entender que a perda de um filho tem impactos tanto para a mãe quanto para o pai. Em nossa sociedade, damos pouco espaço para que o homem demonstre seu sofrimento: ele não pode chorar, gritar, se expor. O pai deve se conter e oferecer apoio à mãe, mas acabamos por ignorar a sua dor.

Tanto a mãe quanto o pai têm direito de sentir e de se expressar. Certamente, cada pessoa vive o luto de uma forma, mas é preciso validar esse processo em todas as suas formas. Para enfrentar o luto por um filho, é preciso:

  • Vivenciar a perda, respeitando o seu ritmo e seus limites. Somente n√≥s mesmos temos dimens√£o da dor causada pela morte de algu√©m.
  • Entender que o v√≠nculo permanecer√°, compreendendo que voc√™ n√£o deixou de ser pai ou m√£e porque seu filho se foi. A rela√ß√£o n√£o termina com a morte, apenas se modifica.
  • Ressignifique a dor, buscando uma forma de lidar com essa perda. N√£o se trata de apagar as mem√≥rias ou de nunca mais sentir saudade, mas sim de multiplicar o amor de outras maneiras.

Neste artigo, falamos sobre como vivenciar o luto por um filho, mostrando as suas peculiaridades. Essa é uma das maiores dores que alguém pode enfrentar, tanto que não existem palavras para descrever essa situação.

A Viva Mais Plan acredita que todos merecem viver um luto digno. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem o apoio que sua família merece. Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços!