Luto antecipatório: elaborando a perda antes da morte

Perder um ente querido nunca é fácil. Muitas vezes, nos perguntamos se seria melhor ter tempo para nos despedir ou se o período à espera da morte é ainda mais doloroso. Não existe uma hierarquia para a dor da perda, mas especialistas em cuidados paliativos afirmam que o luto antecipatório pode favorecer um luto saudável.

O termo luto antecipatório foi utilizado pela primeira vez durante as guerras, em que as esposas enfrentaram o medo de perder seus maridos nas batalhas. Assim, elas viviam sentimentos de raiva, depressão e reorganização da vida. Neste artigo, vamos explicar porque e como esse processo de antecipação acontece e como ele pode ser importante. Confira!

O que é o luto antecipatório?

O luto antecipat√≥rio √© o processo de elabora√ß√£o que ocorre quando h√° a percep√ß√£o da perda, antes que a morte ocorra de fato. √Č comum que isso aconte√ßa quando uma pessoa descobre uma doen√ßa grave e terminal. Assim, o paciente e seus familiares passam a entender como enfrentar o luto juntos, aprendendo a aceitar a doen√ßa e a possibilidade da perda.

Durante o ‚Äúluto antecipado‚ÄĚ, as fases s√£o parecidas com aquelas vivenciadas no luto p√≥s-perda, como nega√ß√£o, raiva, barganha, depress√£o e aceita√ß√£o.

Por que ele é importante?

De acordo com psic√≥logos e profissionais de cuidados paliativos, as a√ß√Ķes feitas durante o luto antecipat√≥rio podem ajudar os familiares a lidar com a perda. Assim, o processo de elabora√ß√£o do luto √© vivenciado com mais maturidade e clareza.

No caso de pacientes com doen√ßas graves e terminais, as rela√ß√Ķes tendem a se tornar mais pr√≥ximas, uma vez que todos assumem suas vulnerabilidades. Assim, todos est√£o dispostos a perdoar as m√°goas e a oferecer carinho, suporte e amor.

Trata-se de enfrentar a realidade da morte e do ciclo da vida. Por não precisar mais representar um personagem, uma pessoa em estágio terminal desperta o melhor de si e daqueles a seu redor. A intenção não é eliminar a dor, porque ela sempre vai existir, mas sim dar a força quando for a hora.

Existem alguns fatores facilitadores e outros complicadores para a vivência do luto antecipatório. São eles:

  • Facilitadores: n√ļcleo familiar que permite a reorganiza√ß√£o dos pap√©is, boa comunica√ß√£o com a equipe m√©dica e a fam√≠lia, conhecimento sobre a doen√ßa, rede de apoio.
  • Complicadores: falta de rede de apoio e relacionamentos disfuncionais com a fam√≠lia, outras crises junto √† descoberta da doen√ßa, falta de recursos econ√īmicos. Al√©m disso, as dificuldades de comunica√ß√£o com a equipe m√©dica tamb√©m podem prejudicar esse processo.

Conte com a Viva Mais Plan

Neste artigo, falamos sobre o luto antecipatório, uma forma de lidar com as perdas antes que elas tenham acontecido. Não se trata de sofrer por antecipação ou de eliminar a dor do luto após a morte, mas sim de enfrentar esse processo de forma diferente e madura.

A Viva Mais Plan acredita que planejar o amanhã é viver melhor o presente. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo o suporte que sua família precisa no momento do luto. Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços!

Disjuntor desarmando: por que acontece e o que fazer?

Quando falamos em seguran√ßa el√©trica residencial, uma das primeiras coisas que v√™m √† mente √© o disjuntor. Esse equipamento √© essencial para qualquer instala√ß√£o el√©trica, porque tem a capacidade de interromper a energia em situa√ß√Ķes de risco. Por isso, um disjuntor desarmando com frequ√™ncia pode indicar problemas graves.

Neste artigo, vamos falar sobre as principais raz√Ķes para esses problemas e explicar porque um disjuntor desarmando deve ser investigado o quanto antes. Continue a leitura e confira nossas dicas!

O que pode deixar um disjuntor desarmando?

Como dissemos, um disjuntor desarmando é sinal de que algo está errado na rede elétrica do local. Ele atua como um dispositivo de segurança para os circuitos, aparelhos e usuários, porque desativa imediatamente a distribuição de energia elétrica assim que o sistema fica sobrecarregado.

Acima de tudo, o disjuntor evita o superaquecimento dos fios, curto-circuitos e até mesmo incêndios. Então, com um som característico de estalo e a queda da energia, esse aparelho garante nossa proteção. Por isso, mais do que ligá-lo novamente, é importante entender o que está causando o problema. Confira as principais causas a seguir.

Sobrecarga dos circuitos

Isso ocorre com mais frequência em casas e estabelecimentos antigos, em que a instalação elétrica não suporta muitos aparelhos de alta potência. Era comum ouvirmos relatos de disjuntor desarmando depois de um tempo de banho quente, por exemplo.

Mas n√£o se engane: essa sobrecarga tamb√©m pode acontecer nas constru√ß√Ķes mais novas, principalmente quando os circuitos s√£o mal projetados ou s√£o utilizados disjuntores de baixa qualidade.

O ideal, nesses casos, é chamar um eletricista o quanto antes, para verificar o que pode estar causando essa sobrecarga Рe realizar a troca da fiação.

Fios mal conectados

Em alguns casos, o problema pode estar no próprio dispositivo, quando a conexão dos fios está frouxa ou com mal contato. Então, se o disjuntor desarma e não volta, verifique se está tudo certo com a sua instalação, de preferência com a ajuda de um profissional.

Chuveiro elétrico

Ao comprar um chuveiro novo, é preciso ter muita atenção e garantir que ele seja compatível com a instalação elétrica de sua casa. Se ao ligar o chuveiro o disjuntor desarmar imediatamente, o problema pode ser um curto-circuito nos cabos do aparelho.

Então, para resolver esse transtorno, é importante remover a parte derretida e ligar novamente o sistema. Se não tiver segurança para fazer esse reparo, chame um eletricista.

Disjuntor desarmando: como evitar?

Com algumas medidas preventivas, você garante mais segurança e proteção para sua casa e sua família. Confira algumas dicas para evitar que o disjuntor desarme:

  • Instale disjuntores de qualidade, compat√≠veis com as necessidades do local. Se poss√≠vel, coloque um equipamento desse em cada c√īmodo.
  • Evite sobrecarregar os circuitos, ou seja, n√£o ligue aparelhos de alta pot√™ncia se a rede el√©trica de sua casa n√£o estiver equipada para isso;
  • N√£o conecte mais de um aparelho na mesma tomada, evitando ao m√°ximo o uso de benjamins e adaptadores;
  • Realize a manuten√ß√£o preventiva regularmente, pelo menos a cada cinco anos.

Neste artigo, falamos sobre os perigos de se ter um disjuntor desarmando em casa, quais s√£o as principais raz√Ķes para isso acontecer e como evitar. √Č essencial manter as instala√ß√Ķes el√©tricas funcionando perfeitamente, para garantir a seguran√ßa de todos.

A Viva Mais Plan conta com benefícios exclusivos de assistência residencial, que você pode acionar para cuidar de sua casa. Você pode acionar serviços emergenciais de encanador, eletricista, telhadista e chaveiro a qualquer momento. Entre em contato conosco para saber mais!

Ardência ao urinar: quais podem ser as causas?

Toda vez que vai ao banheiro, voc√™ sente um desconforto enquanto faz xixi? A dor ou ard√™ncia ao urinar n√£o √© sinal apenas de infec√ß√£o urin√°ria: existem outras doen√ßas que podem causar esses inc√īmodos. Algumas dessas condi√ß√Ķes v√™m acompanhadas de outros sintomas, por isso √© importante ficar de olho em como anda nossa sa√ļde geral.

Neste artigo, vamos falar sobre as principais causas de ardência ao urinar e como prevenir esses problemas. Então, continue a leitura e entenda mais sobre o assunto!

Além da infecção urinária: causas da ardência ao urinar

Como dissemos, a ard√™ncia ao urinar √© um sintoma que tem m√ļltiplas causas. Assim, para confirmar o motivo desse desconforto, √© preciso considerar uma s√©rie de fatores, como idade, sexo, dura√ß√£o dos sintomas e outros sinais que o acompanham. Exames de sangue e urina ajudam a construir um diagn√≥stico preciso.

A seguir, confira algumas das principais causas da ardência e dor ao urinar!

Infecção urinária

Uma das principais causas da ard√™ncia ao fazer xixi √© realmente a infec√ß√£o urin√°ria, que ocorre com maior frequ√™ncia entre as mulheres. Mas os homens tamb√©m podem sofrer com esse inc√īmodo, que geralmente vem acompanhado de outros sinais:

  • Sensa√ß√£o de bexiga sempre cheia, com dificuldade para esvaziar;
  • Urina com cheiro forte;
  • Dificuldade para segurar o xixi.

Candidíase

Causada pelo excesso de fungos na região íntima, a candidíase também provoca a sensação de ardência ao urinar. Essa doença é mais comum em mulheres, devido à umidade constante da região íntima feminina. Outros sintomas são:

  • Coceira intensa e vermelhid√£o na regi√£o;
  • Corrimento esbranqui√ßado;
  • Desconforto na rela√ß√£o sexual.

Pedras nos rins

Outra condi√ß√£o que pode causar dificuldade para urinar s√£o os c√°lculos renais, tamb√©m chamados de pedras nos rins. Essas pedras s√£o pequenos cristais formados por c√°lcio, oxalato e √°cido √ļrico – e podem atrapalhar o funcionamento do sistema urin√°rio. Outros sinais que podem indicar a presen√ßa dessas pedras s√£o:

  • Sangue na urina;
  • Dor intensa no final das costas;
  • C√≥lica pr√≥xima √† regi√£o genital;
  • Idas frequentes ao banheiro, mesmo sem conseguir eliminar muita urina.

Alergia a produtos de higiene íntima

Apesar de existirem diversos produtos específicos para a higiene íntima, alguns deles podem causar alergias ou alterar o pH da região. Assim, surge a ardência ao urinar e a coceira e vermelhidão após o uso do produto.

Hábitos para evitar a ardência ao urinar

Acima de tudo, mudan√ßas simples de h√°bito podem ajudar a prevenir uma s√©rie de doen√ßas e desconfortos, inclusive a ard√™ncia ao urinar. Algumas dicas podem evitar esses inc√īmodos:

  1. Beba muito líquido: acima de tudo, o consumo de água e outros líquidos ajudam a limpar o organismo e eliminar toxinas através da urina. Então, o ideal é ingerir pelo menos dois litros de água por dia.
  2. N√£o segure o xixi: urinar logo que surge a vontade √© fundamental para evitar o ac√ļmulo de bact√©rias no sistema urin√°rio. Fazer xixi logo ap√≥s a rela√ß√£o sexual tamb√©m √© importante para eliminar os micro-organismos que possam ter entrado na uretra.

Neste artigo, falamos sobre as principais causas da ardência ao urinar. Acima de tudo, é importante ficar atento aos pequenos sinais de que algo não está indo bem com nosso corpo. Por isso, se o desconforto persistir por mais de 3 dias, o ideal é procurar um médico e realizar exames para verificar qualquer problema.

A Viva Mais Plan conta com benef√≠cios exclusivos para voc√™ cuidar da sua sa√ļde e realizar consultas e exames com economia. Entre em contato conosco para saber mais!

Doação de sangue: quais são os requisitos?

Certamente, voc√™ j√° deve ter ouvido que a doa√ß√£o de sangue salva vidas. Em casos de acidentes ou cirurgias, os hospitais precisam dessas doa√ß√Ķes para repor o sangue perdido pelos pacientes. Uma √ļnica bolsa de sangue pode ajudar at√© quatro pessoas diferentes, porque o material √© separado e cada parte √© destinada para uma pessoa.

Existem algumas normas a serem seguidas, para oferecer seguran√ßa tanto para o doador quanto para o receptor. Por isso, na triagem da doa√ß√£o de sangue, √© necess√°rio responder a uma entrevista e fornecer dados sobre o estado geral de sa√ļde.

Neste artigo, vamos falar sobre como a doação de sangue é importante e quais são os fatores que determinam quem pode e quem não pode doar. Então, continue a leitura e entenda mais sobre o assunto!

Condi√ß√Ķes para a doa√ß√£o de sangue

Acima de tudo, a doa√ß√£o de sangue √© um gesto solid√°rio, que pode salvar vidas. √Č um procedimento r√°pido, simples e seguro, fundamental para manter os bancos de sangue abastecidos em qualquer √©poca do ano.

Assim, para doar sangue, √© preciso apresentar um documento oficial com foto, estar em um bom estado de sa√ļde e seguir as orienta√ß√Ķes a seguir:

  • Ter idade entre 16 e 69 anos. Dessa maneira, menores de idade devem apresentar um formul√°rio com a autoriza√ß√£o dos respons√°veis e a primeira doa√ß√£o n√£o deve ter ocorrido ap√≥s os 60 anos.
  • Pesar mais de 50 quilos.
  • Estar alimentado, sem ter consumido alimentos gordurosos nas √ļltimas 3 horas ou ingerido bebidas alco√≥licas nas 12 horas anteriores.
  • Estar descansado e ter dormido pelo menos 6 horas na noite anterior.

A seguir, confira os impedimentos temporários e definitivos para a doação de sangue.

Quem n√£o pode doar?

Para que você possa ser um doador de sangue, é preciso respeitar as regras a seguir:

  • Gripes, resfriados e febre: aguarde 7 dias ap√≥s o fim dos sintomas;
  • Gravidez e amamenta√ß√£o: durante esses per√≠odos, n√£o √© poss√≠vel doar sangue. 18 meses ap√≥s o fim da amamenta√ß√£o, voc√™ poder√° doar;
  • Tatuagem ou piercing: aguarde 12 meses ap√≥s o procedimento;
  • Uso de antibi√≥ticos: aguarde duas semanas;
  • Extra√ß√£o de dentes: espere 72h (3 dias) ap√≥s a cirurgia;
  • Diarreia: aguarde 7 dias para doar;
  • Apendicite, h√©rnia, cirurgia de am√≠gdalas ou de varizes: aguarde o per√≠odo de 3 meses;
  • Cirurgias de m√©dio ou grande porte: aguarde de 6 a 12 meses;
  • Exames e procedimentos endosc√≥picos: respeite o per√≠odo de 6 meses sem doar sangue;
  • Transfus√£o de sangue: o prazo de espera √© de 1 ano;
  • Vacina√ß√£o: o tempo de espera varia de acordo com o tipo de vacina.

Além disso, existem ainda impedimentos definitivos para a doação de sangue:

  • Hepatite ap√≥s os 10 anos de idade;
  • Evid√™ncias cl√≠nicas e laboratoriais de doen√ßas transmiss√≠veis pelo sangue: hepatite B e C, AIDS, Doen√ßa de Chagas;
  • Mal√°ria;
  • Qualquer tipo de c√Ęncer;
  • Mal de Parkinson;
  • Uso de drogas injet√°veis.

Neste artigo, trouxemos uma lista com os principais requisitos para a doa√ß√£o de sangue. Esse √© um ato de amor ao pr√≥ximo, mas √© preciso ter responsabilidade e ser honesto na entrevista. Por isso, fique atento √†s condi√ß√Ķes e, se puder, doe vida!

A Viva Mais Plan acredita que cuidar da sa√ļde √© fundamental para uma vida mais leve e tranquila. Por isso, contamos com benef√≠cios exclusivos para voc√™ realizar consultas e exames m√©dicos com economia! Ent√£o, entre em contato conosco para saber mais!

Glaucoma: o que é e quais os sintomas?

Realizar o check-up m√©dico anualmente √© uma das principais formas de acompanhar a nossa sa√ļde e diagnosticar doen√ßas de forma precoce. Com os nossos olhos n√£o √© diferente: o glaucoma, por exemplo, √© uma condi√ß√£o silenciosa que pode levar √† cegueira se n√£o for tratada.

Neste artigo, vamos explicar o que é o glaucoma, como essa doença evolui e o que você pode fazer para tratá-la. Continue a leitura e confira nossas dicas sobre esse assunto tão importante!

O que é glaucoma?

O glaucoma é a segunda maior causa de cegueira nos Estados Unidos, podendo atingir desde crianças até idosos. Acima de tudo, essa é uma doença progressiva e silenciosa, caracterizada pela perda gradual da visão, por causa do desgaste do nervo óptico.

O nervo √≥ptico √© o respons√°vel por captar as informa√ß√Ķes visuais e lev√°-las at√© o c√©rebro. Dessa forma, quando o glaucoma afeta as fibras desse nervo, h√° uma perda da vis√£o. Normalmente, isso acontece devido ao aumento da press√£o ocular, quando a produ√ß√£o e escoamento do humor aquoso (l√≠quido que preenche o olho) est√£o alteradas.

O glaucoma pode se desenvolver por meses ou anos at√© que a pessoa perceba algum sintoma. Ao olhar para frente, a vis√£o perif√©rica ou lateral est√° se perdendo, enquanto a vis√£o central est√° preservada. Mas, como dissemos, isso acontece de forma muito sutil – e quando percebemos, a doen√ßa j√° est√° em um est√°gio cr√īnico e avan√ßado.

Fatores de risco

Depois de explicar o que √© glaucoma, √© preciso destacar os fatores de risco para o desenvolvimento dessa condi√ß√£o, que atinge os idosos com maior frequ√™ncia. √Č importante lembrar que o glaucoma pode ser cong√™nito (de nascen√ßa), por isso os pais devem acompanhar a sa√ļde ocular do beb√™ desde cedo.

Então, confira a seguir quais são os grupos que devem ficar atentos e realizar consultas com o oftalmologista com maior frequência:

  • Pessoas com hist√≥rico familiar de glaucoma;
  • Pacientes com press√£o ocular alta;
  • Indiv√≠duos acima de 40 anos;
  • Pacientes com hipermetropia e miopia;
  • Diab√©ticos;
  • Pessoas que fazem uso cont√≠nuo de rem√©dios com corticoester√≥ides;
  • Pacientes com les√Ķes oculares;
  • Hipertensos;
  • Pacientes que sofrem com enxaqueca.

Se voc√™ ou algum familiar apresentar pontos cegos, perda de vis√£o perif√©rica ou vis√£o tubular, provavelmente o glaucoma j√° est√° em uma fase mais avan√ßada. Ent√£o, procure o m√©dico especialista o quanto antes, para iniciar o tratamento e evitar as complica√ß√Ķes da doen√ßa.

O diagnóstico normalmente é feito com a medição da pressão do olho e o exame de fundo do olho, que avalia o nervo óptico. O tratamento, por sua vez, pode ser feito com o uso de colírios que mantêm a pressão ocular controlada, com o uso de laser ou com cirurgia, dependendo do quadro.

Conte com a Viva Mais Plan

Neste artigo, falamos sobre o glaucoma, uma doença que pode levar à perda total da visão. Uma vez que essa é uma condição silenciosa, que não apresenta sintomas nas fases iniciais, é fundamental realizar consultas com o oftalmologista anualmente. Assim, é possível garantir o diagnóstico precoce e evitar maiores problemas.

A Viva Mais Plan conta com benefícios exclusivos para você realizar consultas e exames médicos com muita economia! Entre em contato conosco para saber mais sobre esse e outros serviços!

Terapia do luto: enfrentando a dor da perda

A morte de um ente querido é sempre um momento doloroso e complicado. Apesar de cada um ter a sua forma de lidar com a perda, nem sempre temos os recursos emocionais necessários para atravessar o processo de luto da melhor maneira. Por isso, a terapia do luto pode ser bastante importante.

Como dissemos, cada pessoa reage de uma forma diante da morte e da perda de alguém querido. Mas quando os sentimentos são muito intensos, dificultam o seguimento da vida normal ou duram por muito tempo, a terapia do luto pode ajudar a superar essa fase.

Neste artigo, vamos falar sobre como a terapia do luto é uma importante ferramenta para enfrentar e aceitar a dor da perda. Continue a leitura e entenda mais sobre esse assunto!

Por que aprender a lidar com a morte?

A morte é um assunto cheio de tabus, que a maioria das pessoas evita pensar ou falar sobre. Enquanto a expectativa de vida aumenta, a dificuldade para aceitar as perdas também vai crescendo. Os rituais de despedida são cada vez mais rápidos e a maioria dos falecimentos ocorre em hospitais, longe da família, criando um bloqueio ainda maior.

Quando os sentimentos são reprimidos e a pessoa se força a acreditar que está bem, o luto pode se complicar ainda mais, se tornando patológico. Nesses casos, surgem transtornos de ansiedade, depressão, pensamentos suicidas e isolamento social. Por isso é tão importante contar com ajuda profissional para lidar com o luto, principalmente se ele durar mais de um ano.

A psicologia do luto permite com que o paciente vivencie todos os est√°gios do luto, lidando com os sentimentos que costumam aparecer. N√£o se trata de esquecer a pessoa que se foi, mas sim de reaprender a viver a nova realidade sem ela. Isso tamb√©m passa por quest√Ķes pr√°ticas, tais como o que fazer com os pertences do ente querido, por exemplo.

Como a terapia do luto pode ajudar?

O aconselhamento do luto e terapia do luto s√£o importantes para ajudar os pacientes a recuperarem os seus recursos para lidar com a perda. Essa terapia pode ser feita de modo individual ou em grupo, dependendo da necessidade de cada pessoa.

A seguir, confira o que a terapia do luto pretende alcançar:

  • Verbaliza√ß√£o e express√£o dos sentimentos, j√° que muitas vezes as pessoas guardam o sofrimento para si e n√£o falam sobre a perda que vivenciaram.
  • Di√°logo sobre os motivos que levaram √† morte, principalmente em casos de suic√≠dio ou viol√™ncia, em que torna-se ainda mais doloroso lidar com o assunto.
  • Readapta√ß√£o √† vida normal, com um passo de cada vez.
  • Proje√ß√£o do futuro de forma tranquila, para que o paciente entenda que merece seguir em frente e ser feliz de novo.

Não é preciso esperar a dor da perda chegar a um nível patológico para buscar a ajuda da terapia do luto. Se você acredita que alguém próximo está precisando de apoio para superar a morte de um ente querido, seja gentil e ofereça essa possibilidade. Desta forma, aos poucos a vida voltará ao eixo.

A Viva Mais Plan acredita que planejar o amanhã é a melhor forma de viver o presente. Por isso, conta com planos de assistência funeral que oferecem todo o suporte que sua família precisa no momento do luto. Entre em contato conosco e saiba mais sobre nossos serviços!

Remédio barato: dicas para economizar

Cuidar da sa√ļde √© fundamental, assim como precisamos cuidar do nosso bolso. No caso de medicamentos de uso cont√≠nuo, eles podem consumir uma grande parte do or√ßamento mensal. Por isso, encontrar uma forma de comprar rem√©dio barato √© tamb√©m garantir mais qualidade de vida e tranquilidade.

Neste artigo, vamos te mostrar algumas dicas para voc√™ encontrar rem√©dio barato e economizar ainda mais na hora de cuidar de sua sa√ļde. Continue a leitura e confira!

Como encontrar remédio barato?

Muitas vezes, encontrar um rem√©dio barato √© um grande desafio. Dependendo da doen√ßa e do tipo de medicamento, isso pode ser ainda mais complicado. Mas existem algumas formas de facilitar essa busca por economia e sa√ļde. Confira a seguir!

Farm√°cia Popular

Esse é um programa do governo que tem como objetivo facilitar o acesso da população aos medicamentos, principalmente aqueles de uso contínuo. Em alguns casos, é possível garantir o remédio de graça e, em outros, a pessoa paga até 90% mais barato no valor do remédio. Para isso, é necessária apenas a apresentação de um documento com foto e a receita médica.

Os medicamentos do programa Farmácia Popular são destinados a doenças como:

  • Diabetes;
  • Hipertens√£o;
  • Colesterol (dislipidemia);
  • Asma;
  • Doen√ßa de Parkinson;
  • Osteoporose;
  • Glaucoma;
  • Rinite.

Al√©m disso, o SUS (Sistema √önico de Sa√ļde) oferece gratuitamente rem√©dios de uso cont√≠nuo, principalmente para doen√ßas raras e cr√īnicas. Ent√£o, procure uma Unidade B√°sica de Sa√ļde e obetnha mais informa√ß√Ķes sobre o assunto.

Medicamentos genéricos

Outra forma de comprar um remédio mais barato é optar por sua versão genérica. Esses medicamentos têm a mesma eficácia do que aqueles produzidos por grandes marcas. Inclusive, muitos médicos indicam a compra da versão genérica, que além de tudo tem o valor mais acessível.

Por isso, na hora da consulta, verifique com seu médico a possibilidade de utilizar a versão genérica e, na hora de comprar, consulte os valores com o farmacêutico. Em alguns casos, o preço pode cair pela metade.

Programas de fidelidade

Algumas marcas farmac√™uticas oferecem descontos consider√°veis na compra de seus medicamentos. Al√©m disso, algumas redes de farm√°cia possuem conv√™nios com planos de sa√ļde, sindicatos e outras associa√ß√Ķes.

A Viva Mais Plan, por exemplo, conta com o ‚ÄúViva Mais Conecta Sa√ļde‚ÄĚ, que entre outros benef√≠cios, oferece a possibilidade de comprar medicamentos mais baratos. Nas farm√°cias cadastradas, voc√™ garante no m√≠nimo 20% de desconto em qualquer rem√©dio. Para usar esse recurso, basta procurar por farm√°cias e drogarias cadastradas na sua cidade ou regi√£o e economizar!

Neste artigo, trouxemos algumas dicas para voc√™ economizar na hora de cuidar da sua sa√ļde e encontrar rem√©dio barato. Al√©m de pesquisar os pre√ßos, voc√™ pode contar com alguns benef√≠cios para garantir os medicamentos necess√°rios, principalmente aqueles de uso cont√≠nuo.

A Viva Mais Plan acredita que planejar o amanh√£ √© viver melhor o presente. Por isso, al√©m de nossos planos de assist√™ncia funeral, contamos com benef√≠cios exclusivos para voc√™ cuidar da sa√ļde e seguran√ßa de toda a sua fam√≠lia. Entre em contato conosco e saiba mais sobre nossos servi√ßos!

Luto patológico: quando o processo vira doença

Perder um ente querido não é uma situação fácil. Levamos um tempo para elaborar esse acontecimento e nos ajustar a essa nova realidade. Porém, quando a dor não tem fim e impede que a pessoa realize suas atividades normalmente por muito tempo, podemos desconfiar de um luto patológico.

Certamente, cada perda √© √ļnica e cada um de n√≥s lida com a morte de formas diferentes. O luto √© um processo com in√≠cio, meio e fim, que nos ajuda a encontrar a cura para a dor da perda. No luto patol√≥gico, o ciclo n√£o se encerra ou acontece de forma disfuncional. Por isso, √© necess√°rio buscar ajuda.

Neste artigo, vamos falar sobre como o luto patológico é uma questão importante e quais são os sinais de que esse processo está desajustado. Continue a leitura e confira!

O que é o luto?

O luto √© um estado de √Ęnimo profundamente doloroso e elaborar a perda n√£o significa que voc√™ ir√° esquecer a pessoa que partiu. Esse √© um processo emocional saud√°vel, que nos permite retomar a vida, guardando as lembran√ßas e os ensinamentos daquela rela√ß√£o.

De forma geral, existem cinco fases do luto: negação, raiva, barganha, depressão e aceitação. Mas, quando esses estágios duram mais de um ano, é preciso ficar atento e, quem sabe, buscar ajuda. Assim, o que diferencia o que é luto patológico do que é luto normal é o tempo de duração.

Por que e como acontece o luto patológico?

Como dissemos, o processo de luto √© muito particular. Existem diversas quest√Ķes, como o relacionamento com a pessoa que se foi, a forma como ela morreu, a personalidade da pessoa enlutada e o suporte emocional. Tudo isso pode levar a uma elabora√ß√£o saud√°vel ou a um luto patol√≥gico.

Além disso, ao negar ou adiar o luto, esse processo pode se tornar ainda mais doloroso e até mesmo se transformar em uma doença. Por isso, falar sobre a morte e as perdas é algo que devemos fazer desde sempre, não apenas quando alguém próximo falece. Assim, estaremos mais preparados para lidar com a situação.

Sintomas de luto cr√īnico

Não existe uma duração exata para o luto, mas se os sintomas persistirem por mais de um ou dois anos, é hora de procurar ajuda psicológica ou psiquiátrica. Alguns dos sinais de que o luto pode estar se tornando uma doença são:

  • Alucina√ß√Ķes ou fantasias com a pessoa falecida;
  • Per√≠odos de emo√ß√Ķes muito forte, principalmente relacionadas √† pessoa que se foi;
  • Desejo muito forte de que a pessoa volte;
  • Sentimento intenso de solid√£o ou vazio;
  • Perda de interesse por atividades cotidianas;
  • Afastamento de tudo que fa√ßa a pessoa se recordar do falecido;
  • Dist√ļrbios do sono.

Acima de tudo, a cura vem com o tempo, com a aceitação da perda e retomada gradual das nossas atividades, descobrindo uma nova realidade sem aquele ente querido. Então, precisamos viver o luto para não viver de luto.

E viver de luto é o que estamos chamando aqui de luto patológico. Essa é uma condição que prejudica o nosso bem-estar emocional e demonstra que a nossa forma de lidar com a perda não está sendo positiva.

A Viva Mais Plan acredita que todos nós devemos enfrentar as perdas da forma menos dolorosa possível. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo o suporte que sua família precisa nesse momento tão delicado. Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços.

Neurologista: quando procurar esse especialista?

A neurologia √© uma especialidade que tem rela√ß√£o com diversos outros campos da medicina, como a neurocirurgia, a reumatologia e a psiquiatria. Por isso, muitas pessoas t√™m d√ļvidas sobre quando devem consultar um neurologista e o que esse profissional trata.

Neste artigo, vamos explicar quais s√£o as fun√ß√Ķes de um neurologista, quais as doen√ßas e condi√ß√Ķes tratadas por ele e quando voc√™ deve procurar esse m√©dico. Ent√£o, continue a leitura e entenda mais sobre esse assunto!

O que faz um neurologista?

Conforme dissemos, o neurologista √© o m√©dico especialista em doen√ßas que comprometem o sistema nervoso, que engloba o c√©rebro, medula espinhal, nervos e m√ļsculos. Esse especialista est√° presente em hospitais, cl√≠nicas e consult√≥rios, cuidando de pacientes que apresentem problemas neurol√≥gicos.

Um m√©dico neurologista avalia pacientes que tenham perdido o movimento ou a sensibilidade de uma parte do corpo ou que apresentem mudan√ßas repentinas de fala. Essas s√£o situa√ß√Ķes que merecem um diagn√≥stico r√°pido, por isso √© t√£o importante contar com o neurologista no corpo cl√≠nico de um hospital, por exemplo.

Al√©m disso, entre outras condi√ß√Ķes que podem ser tratadas por um neurologista, podemos citar:

  • Dores de cabe√ßa e enxaqueca;
  • Dist√ļrbios do sono (ins√īnia, ronco, apn√©ia do sono);
  • Convuls√Ķes, epilepsias e tremores;
  • Dem√™ncias (como mal de Alzheimer);
  • Rigidez ou fraqueza muscular;
  • Vertigens e desmaios;
  • Problemas de mem√≥ria;
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC);
  • Doen√ßas degenerativas;
  • D√©ficit de aten√ß√£o e hiperatividade.

Com quais sintomas devo me preocupar?

Como dissemos, existe uma s√©rie de doen√ßas e condi√ß√Ķes que fazem parte da atua√ß√£o de um neurologista. Da mesma forma, os sintomas que devem ser avaliados por esse especialista tamb√©m s√£o muitos. A seguir, falaremos dos sinais mais comuns que voc√™ deve ficar atento:

  • Tontura, que aparece na forma de vertigem ou desequil√≠brio;
  • Dorm√™ncia ou formigamento, especialmente se acontecem de forma cont√≠nua, repentina e apenas em um lado do corpo;
  • Convuls√Ķes, principalmente se ocorrem com frequ√™ncia;
  • Problemas de vis√£o, como dificuldade repentina para enxergar, podem indicar algum problema neurol√≥gico;
  • Problemas de mem√≥ria ou confus√£o podem indicar que h√° algum problema no c√©rebro, coluna vertebral ou nervos.
  • Fraqueza ou r√°pido decl√≠nio muscular tamb√©m podem indicar que o sistema neurol√≥gico est√° comprometido;
  • Problemas de movimento, como dificuldades para caminhar, tremores e movimentos n√£o intencionais exigem aten√ß√£o.


O exame neurol√≥gico tem diversas etapas, para que o m√©dico possa avaliar corretamente as diversas fun√ß√Ķes do sistema nervoso central. Consci√™ncia, aten√ß√£o, cognitivo, equil√≠brio, reflexos e for√ßa motora s√£o apenas alguns dos exemplos que podemos citar.

Além do exame clínico e físico, o especialista também pode solicitar exames de imagem e laboratoriais, para que o diagnóstico seja mais preciso.

Neste artigo, falamos sobre o que faz um neurologista e quais são os sintomas que devemos ficar atentos para buscar ajuda. Somente um especialista saberá determinar a gravidade do caso Рou se a condição deve ser tratada por outro profissional. Acima de tudo, o importante é não ignorar os sintomas e realizar o acompanhamento médico sempre que necessário.

A Viva Mais Plan conta com benef√≠cios exclusivos para voc√™ cuidar da sua sa√ļde e realizar consultas e exames com muita economia. Entre em contato conosco e descubra como podemos te ajudar!

Cano estourado: o que fazer nessa situação?

Construir ou reformar √© algo que exige bastante planejamento e suporte de profissionais especializados. Por√©m, por maior que seja a precau√ß√£o, imprevistos acontecem: materiais que n√£o chegam no prazo, uma chuva inesperada, um cano estourado. Esse √ļltimo pode causar um certo desespero, mas √© poss√≠vel contornar a situa√ß√£o.

Para lidar com um cano estourado, o primeiro passo √© manter a calma. Em seguida, algumas a√ß√Ķes podem ser feitas para minimizar e consertar o problema. Neste artigo, preparamos dicas para te ajudar a lidar com essa situa√ß√£o. Continue a leitura e confira!

O que pode causar esse problema?

Sabemos que um cano estourado √© sin√īnimo de dor de cabe√ßa e uma certa dose de desespero. Afinal, ver toda aquela √°gua jorrando e n√£o saber o que fazer pode ser um grande transtorno.

Por√©m, √© preciso primeiramente conhecer as raz√Ķes para haver um cano estourado na parede. Alguns dos principais motivos que podemos citar s√£o:

  • M√° qualidade dos produtos utilizados;
  • Aus√™ncia de um plano de instala√ß√£o hidr√°ulica;
  • Utilizar apenas um registro para a casa toda;
  • Definir incorretamente as posi√ß√Ķes dos pontos de √°gua;
  • N√£o medir ou desconsiderar a press√£o da √°gua;
  • N√£o testar o encanamento antes de fechar a parede.

Como lidar com um cano estourado?

Como voc√™ deve imaginar, quanto mais r√°pido agir nessas situa√ß√Ķes, menos danos ser√£o causados. Por isso, al√©m de colocar em pr√°tica as dicas que vamos mostrar a seguir, o ideal √© chamar um encanador imediatamente, para que o vazamento seja controlado de forma efetiva.

Você também pode solicitar para o encanador verificar se não há nenhum outro vazamento ou cano estourado pela casa, principalmente antes de fechar a parede.

Ent√£o, confira o que fazer nessas situa√ß√Ķes de emerg√™ncia hidr√°ulica:

  1. Feche o registro rapidamente, para evitar ainda mais vazamentos e desperdício de água;
  2. Tente encontrar o local em que o cano estourou;
  3. Seque bem o ambiente o mais rápido possível;
  4. N√£o utilize tomadas e equipamentos perto do local onde aconteceu o vazamento. √Āgua e energia el√©trica n√£o combinam – e podem levar a choques el√©tricos fatais. Por isso, se for necess√°rio, desligue a chave de for√ßa da casa at√© conter a situa√ß√£o;
  5. Vede o vazamento ou troque o encanamento, dependendo do caso. De qualquer forma, o ideal é que nesse passo você conte com a ajuda de um profissional especializado, para garantir que tudo seja feito da melhor forma.

√Č importante destacar que se houver um cano estourado na rua, os procedimentos s√£o outros. Nesse caso, voc√™ deve acionar a prefeitura municipal ou a companhia respons√°vel pelo saneamento da sua cidade. N√£o ignore o problema, pois ele pode causar transtornos ainda maiores.

Conte com os benefícios da Viva Mais Plan!

Neste artigo, falamos sobre como agir quando há um cano estourado dentro de casa, causando preocupação e desperdício. Acima de tudo, é importante manter a calma, tomar medidas de proteção e contar com a ajuda de um profissional especializado.

A Viva Mais Plan acredita que planejar o amanhã é a melhor forma de viver o presente. Por isso, contamos com um benefício exclusivo de assistência residencial emergencial, para que você possa acionar serviços como esse e manter sua casa e segurança. Contrate encanador, eletricista, telhadista e chaveiro sem pagar nada a mais por isso! Entre em contato conosco para saber mais!