O que fazer depois do sepultamento de um familiar

Antes de tudo, se voc√™ chegou at√© este artigo √© porque, provavelmente, perdeu um ente querido e precisou passar por todo o processo burocr√°tico e de sepultamento. 

Por isso, além de explicar os procedimentos após a morte, queremos nos compadecer por sua perda.

Nesse artigo, vamos mostrar o que voc√™ deve fazer com a documenta√ß√£o de uma pessoa que faleceu recentemente, assim que voc√™ lidar com o luto. Continue a leitura. 

Cancele documentos e contas pessoais do falecido

Do mesmo modo que ao longo da vida foi necessário emitir uma infinidade de documentos pessoais, quando falecemos é preciso que alguém cuide para garantir que os nossos documentos pessoais sejam cancelados.

Sobretudo, ao cancelarem os nossos documentos pessoais após a nossa morte, evita-se que eles sejam usados por criminosos.

Veja a seguir o que e onde cancelar:

CPF

Para fazer o cancelamento do CPF basta o familiar comparecer até uma unidade da Receita Federal e apresentar a certidão de óbito, o CPF do falecido e um documento de identidade.

Por√©m, se o falecido deixou bens, n√£o √© poss√≠vel cancel√°-lo imediatamente, mas sim transform√°-lo em um CPF tempor√°rio at√© que haja defini√ß√£o do esp√≥lio para, ent√£o, ser definitivamente cancelado. 

Título de Eleitor

Geralmente, a Zona Eleitoral costuma fazer o cancelamento de modo autom√°tico por cruzamento de informa√ß√Ķes entre o cadastro de eleitores e o de √≥bitos da Previd√™ncia Social.

Em √ļltimo caso, se houver falha, a fam√≠lia dever√° comparecer √† zona eleitoral e apresentar a certid√£o de √≥bito e o t√≠tulo de eleitor do falecido. 

Contas banc√°rias

Assim que tomam conhecimento do falecimento de um correntista, os bancos automaticamente bloqueiam o acesso à conta.

Isso porque todo o dinheiro deve ser adicionado ao invent√°rio de heran√ßas para divis√£o justa. 

Em outras palavras, o responsável pelo saque fica encarregado por ordem jurídica a dar o dinheiro aos herdeiros.

Portanto, o correto é notificar o banco diretamente no qual o falecido era correntista para apresentar os documentos de identidade e a certidão de óbito para proceder o encerramento.

Documentos gerais

Com a certidão de óbito em mãos, a Carteira de Trabalho do falecido deve ser apresentada diretamente na Superintendência Regional do Trabalho para dar baixa.

No caso da carteira de motorista, o familiar dever√° comparecer ao Detran.

O RG geralmente é automaticamente cancelado por comunicação direta entre os cartórios. Caso isso não ocorra, o familiar precisa ir até a Secretaria de Segurança do seu estado com a certidão de óbito.

Como voc√™ deve ter percebido, existem muitas a√ß√Ķes que precisam ser tomadas depois que uma pessoa √© sepultada ou cremada.

Se este conte√ļdo ajudou voc√™, compartilhe com outras pessoas.

Voc√™ j√° conhece a import√Ęncia do Planejamento Funeral Familiar?

Entre em contato com a Viva Mais Plan e saiba mais.

Luto pela morte dos avós

Certamente voc√™ escutou algu√©m dizer que os nossos av√≥s s√£o pais com a√ß√ļcar. Infelizmente, todo o amor que nos d√£o um dia se tornar√° apenas boas mem√≥rias.

Por mais duro que seja falar sobre a perda dos avós, em algum momento você experimentará a morte de pelo menos um deles em sua jornada.

E, quando isso acontecer, como você lidará com a dor intensa?

Nesse post, vamos discutir alguns dos desafios comuns ao luto pela morte de um av√ī.

Talvez seja a sua primeira experiência com a morte

Em m√©dia, h√° cerca de 47 anos entre av√≥s e netos. Com essa diferen√ßa de idade, muitas pessoas vivenciam a morte de pelo menos um de seus av√≥s na inf√Ęncia ou no in√≠cio da idade adulta e, para muitos, essa ser√° sua primeira experi√™ncia com a perda.

Experimentar a morte de um ente querido pela primeira vez pode ser confuso e assustador e pode levar a perguntas sobre a morte, rituais relacionados à morte e luto.

Embora o luto seja sempre individual, a idade pode influenciar a compreensão e a resposta de uma pessoa à perda.

Seus pais, tias, tios, irmãos e primos também podem estar sofrendo

A morte de qualquer membro da fam√≠lia pode ter um impacto na fam√≠lia como um todo. A morte de um av√ī √© muitas vezes sentida profundamente por muitos membros de sua fam√≠lia.

Dependendo das circunst√Ęncias, voc√™ pode sentir que precisa priorizar as necessidades dos outros em sua fam√≠lia antes de atender √† sua pr√≥pria dor e bem-estar.

Existe um prov√©rbio que diz: ‚ÄúO luto dividido torna-se mais leve‚ÄĚ.

Neste sentido, isso quer dizer que quando todos sofremos juntos ‚Äď quando compartilhamos nossas tristezas, nossos medos e nossas lembran√ßas alegres ‚Äď somos capazes de dar e receber mais apoio e conforto do que se estiv√©ssemos sofrendo sozinhos.

Não ligue se alguém minimizar a sua perda

Após a morte de um ente querido, as pessoas muitas vezes esperam que os outros simplesmente aceitem a perda como um capítulo natural da vida.

N√£o resta d√ļvida que a pessoa que morreu √© importante e amada por voc√™. Ent√£o, quando algu√©m minimiza sua perda, parece que est√° minando o significado da pessoa e tirando seu direito de sentir dor.

As pessoas minimizam as perdas por v√°rios motivos

Alguns podem até pensar que sua perda não é significativa com base na crença de que é a ordem natural esperada para os avós morrerem primeiro.

Além disso, que não tiveram tanta proximidade com os avós quanto você podem fazer julgamentos com base em sua própria experiência e considerar que a relação era distante.

Por outro lado, alguns podem perceber quanta dor voc√™ est√° sentindo, mas acabam oferecendo as palavras erradas de conforto. Por exemplo, talvez voc√™ j√° tenha ouvido coisas do tipo: – “Pelo menos eles viveram uma vida longa.”

Apesar de ser bastante comum este tipo de pensamento, um coment√°rio parecido n√£o √© t√£o √ļtil no luto, porque ser lembrado da idade de uma pessoa n√£o faz nada para aliviar a dor causada por sua aus√™ncia.

N√£o aprendemos a dizer adeus

Afinal de contas, nunca haver√° um ponto em que voc√™ ir√° dizer: ‚Äď ‚ÄúAcho que passamos tempo suficiente juntos. Sim, eu tenho muitas mem√≥rias dos meus av√≥s, ent√£o estou bem em deix√°-los partir e nunca mais v√™-los novamente‚ÄĚ.

Apenas lembre-se, sua dor √© um reflexo de seu relacionamento √ļnico com seus av√≥s e sua capacidade individual de lidar com essa perda.

Você, e só você, sabe quanta dor está sentindo e como essa perda deve ser lamentada.

A Viva Mais Plan apoia a sua dor e acolhe você na hora da perda.

Conheça o Planejamento Funeral Familiar que permite incluir seus pais, seus filhos, seus sogros e, também, os seus avós.

Como recomeçar depois do luto?

Perder um ente querido é sempre uma situação desafiadora. Quando falamos da morte da pessoa que escolhemos passar o resto da vida, recomeçar depois do luto pode ser ainda mais complicado. Ninguém está preparado para lidar com as perdas, mas é importante tentar encontrar formas de elaborar a nova realidade.

Falar sobre a morte ainda é um tabu, ninguém gosta de pensar no assunto. Mas entender o processo e procurar maneiras de recomeçar depois do luto é fundamental para aqueles que ficam. Neste artigo, preparamos algumas dicas para te ajudar a superar essa fase tão dolorosa. Continue a leitura e confira!

Vivenciar o luto é o primeiro passo

Para muitas pessoas, recome√ßar depois do luto √© a fase mais dif√≠cil depois da perda do c√īnjuge. Por outro lado, elaborar e aceitar a perda √© o maior desafio para outra parcela dos enlutados.

Acima de tudo, √© preciso buscar o equil√≠brio entre o sentimento de saudade e a retomada da vida. N√£o se trata de se manter ocupado para evitar encarar a dor, mas sim de elaborar as emo√ß√Ķes para que elas n√£o te dominem.

N√£o existe um manual de como superar a dor do luto – nem uma cartilha que indica em quanto tempo devemos aprender a lidar com a perda. Cada pessoa vivencia esse processo de uma maneira, √© preciso respeitar o momento e todas as emo√ß√Ķes que o envolvem.

3 dicas para recomeçar depois do luto

Como dissemos, n√£o existem regras relacionadas ao luto ou sobre como superar a morte do marido ou esposa. Mas algumas dicas podem te ajudar a passar por essa fase de forma mais leve, confira!

  1. Tenha uma rede de apoio: podem ser familiares, amigos ou grupos pensados especificamente para pessoas enlutadas. Falar sobre os sentimentos e receber o carinho das pessoas pode ajudar imensamente no processo de luto. Se aproxime de pessoas que já viveram algo parecido, pois a identificação e o acolhimento fazem uma grande diferença. Se tiver filhos, não se esqueça que eles também estão sofrendo pela perda, por isso a união familiar é importante para a superação do luto.
  2. Cuide de si mesmo: n√£o abandone os cuidados com a sua sa√ļde e alimenta√ß√£o, pois os sofrimentos emocionais tamb√©m t√™m consequ√™ncias em nosso corpo f√≠sico. N√£o deixe de nutrir seu corpo e mente.
  3. Busque ajuda profissional: se perceber que não consegue lidar com a nova fase sozinho, não deixe de procurar ajuda. Psicólogos e psiquiatras estão preparados para te mostrar as ferramentas emocionais necessárias para enfrentar o luto.

Conte com a Viva Mais Plan

Neste artigo, falamos sobre como recome√ßar depois do luto, especialmente quando quem faleceu era o seu companheiro de vida. N√£o existe uma √ļnica forma de passar por esse momento, mas o primeiro passo √© sempre entender a nova fase e n√£o ignorar a dor.

A Viva Mais Plan acredita que todos merecem viver um luto digno. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo suporte que sua família precisa em um momento tão delicado. Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços!

Luto animal: pets também sofrem com as perdas?

Não são apenas os humanos que sofrem com a dor da perda. Cachorros e outros bichinhos de estimação não entendem o conceito de morte, mas certamente sentem o que podemos chamar de luto animal.

Neste artigo, vamos explicar como os pets lidam com a morte de seus tutores ou de outros animais com os quais conviviam. Continue a leitura e entenda mais sobre o que é e como lidar com o luto animal!

O luto animal realmente existe?

Depois de tanto tempo de convivência com os humanos, os animais de estimação acabaram desenvolvendo uma sensibilidade e capacidade de construir laços afetivos. Tudo isso permite afirmar que, de certa forma, o luto animal é real e merece nossa atenção.

√Č claro que o luto √© um conceito humano, cheio de nuances e complexidades cognitivas. No entanto, os pets podem sim se sentir tristes ao notar a falta de seus tutores ou outros animaizinhos.

De acordo com especialistas, um cachorro entende quando o outro morre justamente porque eles desenvolvem uma rela√ß√£o de confian√ßa e ajuda m√ļtua. Quando se veem sozinhos, √© comum que os bichinhos se sintam perdidos, quase como que se questionando ‚Äúo que eu fa√ßo agora?‚ÄĚ.

Como os animais reagem ao luto?

Como dissemos, uma das principais raz√Ķes pelas quais o luto animal acontece √© porque o bichinho continua esperando pelo tutor para continuar com sua rotina. Seja o passeio ou a brincadeira di√°ria, o comportamento do animal √© condicionado.

Por isso, √© natural que a maior rea√ß√£o dos pets √† perda de seu tutor seja a mudan√ßa de comportamento. Algumas dessas altera√ß√Ķes podem ser:

  • Perda ou aumento do apetite;
  • Diminui√ß√£o da intera√ß√£o social, ficando mais quietinho ou ‚Äúamuado‚ÄĚ;
  • Fazer as necessidades no lugar errado;
  • Deixar de brincar;
  • Agita√ß√£o ou ansiedade;
  • Agressividade.

Como ajudar os animais a atravessarem o luto

Afinal, como lidar com o luto de um animal? Assim como para os humanos, aceitar as perdas não é fácil para os bichinhos. Por isso, o primeiro passo é oferecer carinho e amor, mostrando que ele não está sozinho.

Tamb√©m √© preciso ficar atento aos comportamentos do pet. Se depois de dois dias ele n√£o voltar a se alimentar, beber √°gua ou dormir, procure o veterin√°rio para evitar complica√ß√Ķes para a sua sa√ļde.

Tente manter a rotina do seu pet como ela era: os passeios, os banhos, as brincadeiras. Realizar mudanças muito abruptas pode trazer problemas ainda maiores e afetar ainda mais o comportamento do animalzinho.

Assim como para os humanos, o luto animal também tem suas peculiaridades. Cada pet irá reagir às perdas de uma maneira. Enquanto alguns podem levar poucos dias para se recuperar, outros podem sentir a falta do tutor ou companheiro por muito mais tempo. O importante, em todos os casos, é oferecer carinho e cuidar daqueles que ficaram.

A Viva Mais Plan acredita que todos merecem viver um luto digno. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo o suporte que sua família precisa em um momento tão delicado. Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços!

Lidando com a dor de perder um irm√£o

A morte de um ente querido é sempre um momento desafiador Рe a dor de perder um irmão é um dos maiores sofrimentos que alguém pode viver. Os laços de uma vida toda são interrompidos, por isso o luto pode ser intenso.

Neste artigo, vamos falar sobre como lidar com a dor de perder um irm√£o e elaborar o luto de forma saud√°vel. √Č certo que esta √© uma situa√ß√£o desafiadora, mas que pode se tornar menos traum√°tica. Continue a leitura e confira nossas dicas!

O que a perda de um irm√£o significa

Como dissemos e como voc√™ deve imaginar, a dor de perder um irm√£o √© uma das situa√ß√Ķes mais desafiadoras e dif√≠ceis que algu√©m pode passar. Independentemente da idade, do tipo de rela√ß√£o que foi constru√≠da ou de como a morte ocorreu, o luto se far√° presente de forma intensa.

Afinal, irm√£os s√£o testemunhas de uma mesma hist√≥ria familiar. Ainda que voc√™s n√£o tenham mais uma rela√ß√£o t√£o pr√≥xima, certamente compartilharam momentos na inf√Ęncia. Por isso, quando falamos da perda de um irm√£o, entendemos que parte desse ‚Äúpatrim√īnio‚ÄĚ se foi junto com ele.

Nesse momento, √© comum que o medo da morte tamb√©m apare√ßa, principalmente se o falecimento ocorreu em raz√£o de alguma doen√ßa. Compartilhando a mesma heran√ßa gen√©tica, voc√™ pode sentir medo de desenvolver a mesma condi√ß√£o. Isso √© normal, mas √© preciso aprender a lidar com essas emo√ß√Ķes e pensamentos.

Como elaborar a dor de perder um irm√£o?

Cada pessoa ir√° lidar com o luto pelo irm√£o de uma forma. N√£o existe uma √ļnica forma de elaborar a perda e superar essa fase. No entanto, algumas dicas podem ajudar a tornar esse processo menos doloroso. Confira a seguir!

  • N√£o deixe que a culpa torne o luto ainda mais complicado. A rela√ß√£o entre irm√£os costuma ser ‚Äúentre tapas e beijos‚ÄĚ e os momentos dif√≠ceis n√£o anulam o amor e a cumplicidade.
  • Evite se culpar por ter sobrevivido, compreendendo que n√£o temos controle sobre a vida e a morte, como gostar√≠amos de ter. Aproveite a vida por voc√™ e pelo seu irm√£o que se foi – e compreenda o valor dos bons momentos.
  • Se voc√™ estiver se sentindo ‚Äúesquecido‚ÄĚ por seus pais, que est√£o enlutados e envolvidos em uma dor intensa, converse com eles. Exponha seus sentimentos, demonstre que tamb√©m precisa de apoio, tanto quanto eles.
  • Respeite seu tempo e espa√ßo, evitando medir e comparar as dores. Cada processo de luto √© √ļnico e deve ser vivido de forma particular. Se necess√°rio, busque ajuda para aprender a lidar com essa dor.

Neste artigo, falamos sobre como lidar com a dor de perder um irm√£o. Sem d√ļvidas, esse √© um momento muito delicado na vida de qualquer pessoa, por isso √© importante saber como elaborar o luto.

A Viva Mais Plan acredita que todos merecem viver um luto digno. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo o suporte que sua família precisa nesse momento tão delicado. Entre em contato conosco para saber mais!

Como lidar com a morte e a dor da perda?

A perda de um ente querido é sempre um desafio, um momento cheio de tristeza e questionamentos. Todo esse pesar se torna ainda mais intenso porque não fomos ensinados sobre como lidar com a morte ou como aceitá-la como parte natural da vida.

Falar de morte não é algo comum, esse é um assunto repleto de tabus que muita gente evita até mesmo pensar. Mas entender como lidar com a morte é fundamental para o nosso bem-estar, para que possamos seguir em frente mesmo quando perdemos alguém que amamos.

Neste artigo, vamos mostrar que descobrir como lidar com a morte é importante não somente para o luto, mas também para nos ajudar a viver melhor. Continue a leitura e saiba mais sobre esse assunto tão delicado.

Entendendo a morte e o luto

Em nossa cultura, n√£o somos ensinados sobre como lidar com a morte de um ente querido – nem com as perdas de um modo geral. Quando falamos de vida, lembramos sempre dos sonhos e projetos, nunca da finitude ou das perdas.

Mesmo sabendo que tudo que nasce um dia ir√° morrer, dificilmente algu√©m estar√° preparado para aceitar a morte de forma imediata. Por isso, pensar e falar sobre o luto e as perdas √© de fundamental import√Ęncia.

Não se trata de deixar de sentir tristeza ou pesar quando alguém falece, mas sim de vivenciar o processo de luto de forma mais tranquila. Os sentimentos de raiva, negação e culpa ainda podem surgir, mas seremos capazes de compreender que eles são naturais e que vão passar.

Como lidar com a morte?

Não há como prever como iremos reagir diante da morte de um ente querido Рtampouco existe um manual sobre como lidar com a perda. Cada pessoa vivencia o luto de uma forma, de acordo com as suas vivências, suas estratégias de enfrentamento e a relação construída com aquele que faleceu.

Mas existem algumas atitudes que podem amenizar o sofrimento e ajudar a atravessar essa fase. Confira algumas dicas sobre como lidar com a morte:

  • Aceite que a morte faz parte do ciclo da vida, independente da classe social, etnia, atributos f√≠sicos ou qualquer outra quest√£o.
  • Vivencie o luto, sem fingir que a perda n√£o aconteceu ou que voc√™ precisa ser forte e superar o mais r√°pido poss√≠vel. Se permita ficar triste ou sentir raiva, pois reprimir essas emo√ß√Ķes pode causar doen√ßas f√≠sicas e mentais posteriormente.
  • Busque estrat√©gias de enfrentamento, contando com apoio familiar, de amigos ou profissionais. N√£o sofra sozinho, dor compartilhada √© dor diminu√≠da.

Da mesma maneira que temos que nos adaptar quando a vida come√ßa, com o nascimento de uma crian√ßa, temos que reaprender a seguir quando a vida termina. Assim, uma das principais dicas sobre como lidar com a morte √©, de fato, entender as li√ß√Ķes que a vida daquela pessoa nos trouxe. Aproveite o luto para amadurecer e se tornar algu√©m melhor.

A Viva Mais Plan acredita que todos merecem viver um luto digno. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo o apoio que sua família precisa nesse momento. Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços!

Anivers√°rio de quem j√° morreu: por que e como celebrar?

Nos despedir de alguém que amamos nunca é uma tarefa fácil e, mesmo depois de algum tempo, o luto e a saudade ainda se fazem presentes. No primeiro ano, principalmente na data do aniversário de quem já morreu, podemos ter ainda mais dificuldade para lidar com a tristeza causada pela ausência.

Afinal, em um aniversário nós celebramos a vida Рentão o que fazer no aniversário de quem já morreu? Parece não haver motivo para felicidade, mas neste artigo vamos te mostrar que sim, existe! Continue a leitura e confira porque celebrar a data e como fazer isso!

Por que celebrar o anivers√°rio de quem j√° morreu?

Pode parecer contraditório, mas celebrar o aniversário de quem morreu é importante e, muitas vezes, necessário. Essa é uma oportunidade de honrar a vida daquele que se foi e recordar os bons momentos vividos.

Não se trata de reviver a dor da perda, mas sim de celebrar o tempo em que foi possível compartilhar experiência com a pessoa que se foi. Prestar essa homenagem póstuma pode ajudar inclusive no processo de elaboração do luto, promovendo a aceitação e a superação.

Além disso, por relembrar os ensinamentos deixados pela pessoa, a celebração do aniversário de falecido fortalece os laços afetivos daqueles que ficaram. Familiares e amigos se unem para tornar essa data ainda mais inesquecível.

Ideias de homenagens póstumas na data de aniversário

Antes de qualquer coisa, √© preciso deixar claro que n√£o existe um √ļnico jeito de viver essa data t√£o √ļnica. H√° quem prefira se isolar, principalmente na primeira vez, enquanto outros gostam de se cercar de pessoas queridas.

Com isso em mente, confira nossas dicas para celebrar o anivers√°rio daquele que se foi.

  • Fa√ßa uma visita ao t√ļmulo: levar flores, bal√Ķes ou presentes feitos pelas crian√ßas √© uma √≥tima forma de prestar essa homenagem. V√° sozinho ou com a fam√≠lia, da maneira que se sentir mais confort√°vel.
  • Escreva uma mensagem de anivers√°rio para quem j√° morreu, seja para guardar para si, seja para postar nas redes sociais. Relembrar os bons momentos e a import√Ęncia da pessoa que se foi √© importante para que o luto n√£o seja marcado apenas pela tristeza profunda.
  • Fa√ßa um jantar de anivers√°rio, em um restaurante ou em casa. Re√ļna-se com pessoas queridas e aproveite o momento para falar de coisas boas sobre aquele que se foi. Tenha um bolo para partilhar doces momentos.

Neste artigo, trouxemos algumas dicas de como celebrar o anivers√°rio de quem j√° morreu. N√£o existe certo ou errado, mas reviver essa data e recordar os bons momentos pode tornar o luto menos doloroso para os familiares e amigos.

A Viva Mais Plan acredita que todos merecem viver um luto digno. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo o suporte que sua família precisa em um momento tão delicado. Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços!

Família em luto: como agir nesse momento de dor

O falecimento de alguém sempre deixa uma família em luto: são pais que perdem seus filhos, filhos que perdem seus pais ou avós, irmãos ou primos. Cada pessoa que se vai deixa familiares e amigos enlutados. Por isso, diante da dor da perda, é preciso saber como oferecer o suporte nesse momento de tanta fragilidade.

Neste artigo, trouxemos algumas dicas para ajudar uma família em luto a passar por essa fase de forma tranquila. Seja você um vizinho, amigo, parente ou a pessoa que está vivendo essa dor, pode ser importante contar com essas estratégias. Então, continue a leitura e confira!

Rela√ß√Ķes familiares e luto

Acima de tudo, cada fam√≠lia em luto √© √ļnica. A forma como cada pessoa ir√° reagir √† dor da perda depende de diversos fatores, como vamos mostrar a seguir.

  • Idade: tanto da pessoa que faleceu quanto dos membros que ficaram. Quando uma pessoa idosa falece, parece haver uma aceita√ß√£o maior do que quando algu√©m jovem parte ‚Äúcedo demais‚ÄĚ. Al√©m disso, crian√ßas e adolescentes t√™m mais dificuldade para lidar com as perdas.
  • Papel exercido pela pessoa que faleceu: em geral, filhos tendem a ter dificuldades para lidar com a morte dos pais, especialmente se ainda foram crian√ßas ou adolescentes. Fam√≠lias cujos pais perdem seus filhos tamb√©m tendem a se desintegrar com mais facilidade.
  • Depend√™ncia financeira: se a pessoa que faleceu era quem fazia a gest√£o familiar, tudo pode se tornar ainda mais complicado.
  • Envolvimento afetivo: √© claro que a morte de uma pessoa √© sempre muito sentida, mas uma estrutura fortalecida ajuda a superar o luto em fam√≠lia mais facilmente.

Como ajudar uma família em luto?

Não existe uma fórmula mágica sobre como lidar com a morte e o luto na família. Como dissemos, esse é um momento de muita dor, em que cada pessoa irá reagir e elaborar de uma forma diferente. Mas existem alguns cuidados que podemos tomar para ajudar uma família em luto, tais como:

  • N√£o compare o sofrimento, nem entre os membros da fam√≠lia e muito menos com outras pessoas e outras situa√ß√Ķes. Cada processo de luto √© √ļnico e merece ser respeitado.
  • Valorize a uni√£o familiar, convide aquela fam√≠lia para momentos leves juntos. Estimule o di√°logo sincero e aberto sobre as dores e emo√ß√Ķes que o luto proporciona.
  • Escute mais e julgue menos, esteja disposto a realmente ouvir o que a pessoa enlutada tem a dizer.
  • Ofere√ßa ajuda pr√°tica, seja com a casa, com o trabalho ou com os estudos.
  • Escreva mensagens ou diga pessoalmente palavras de conforto, com o cuidado de n√£o minimizar o sofrimento do outro.

Conte com a Viva Mais Plan

Elaborar as perdas e viver o luto é uma das principais formas de aprender a seguir em frente sem aquele ente querido que faleceu. Dessa forma, ajudar uma família em luto é muito importante para que essas pessoas se sintam acolhidas e consigam superar o sofrimento que a morte pode causar.

Por isso, a Viva Mais Plan conta com planos de assistência funeral que oferecem todo o suporte que você e sua família precisam em um momento tão delicado. Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços!

Luto coletivo: como lidar com situa√ß√Ķes de grandes perdas

Quando uma trag√©dia acontece e muitas pessoas falecem ao mesmo tempo, nos comovemos e iniciamos um processo de luto coletivo. Afinal, n√£o estamos falando de n√ļmeros ou objetos: s√£o vidas que foram encerradas de forma abrupta e inesperada.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, é preciso reconhecer que estamos vivendo uma situação de luto coletivo. Mesmo aquelas pessoas que não perderam entes queridos, viram sua vida mudar de forma intensa. O mundo de antes já não existe mais Рe essa é uma perda considerável.

Neste artigo, vamos falar sobre como vivenciar o luto coletivo é importante e como lidar com essa situação tão desafiadora. Continue a leitura e confira nossas dicas!

O que é luto coletivo?

Primeiramente, é preciso realizar a definição de luto. De acordo com a psicologia, o luto é o processo de elaboração de uma perda significativa, que pode ser a morte de uma pessoa querida ou o fim de algo importante.

Durante a pandemia, por exemplo, muitas pessoas se sentem desamparadas não apenas porque veem seus familiares partirem sem poder dizer adeus. Problemas financeiros, desemprego e isolamento também podem causar um grande e justificável sofrimento.

Mesmo quando essas situa√ß√Ķes n√£o ocorrem conosco, existe uma como√ß√£o geral – um luto coletivo. Surge a sensa√ß√£o de que todos estamos no mesmo barco, vulner√°veis, conscientes de nossa finitude e sentindo a perda dos sonhos interrompidos.

Como enfrentar situa√ß√Ķes de perdas t√£o grandes

Acima de tudo, √© preciso entender que n√£o existe um manual de como lidar com o luto, especialmente em situa√ß√Ķes t√£o extremas. Cada pessoa se sente tocada pela realidade de uma forma. H√° quem sofra com mais ou menos intensidade, mas de certa maneira todos sentimos medo, ansiedade, ang√ļstia, revolta e outras emo√ß√Ķes.

Mas existem algumas atitudes que podem nos ajudar a elaborar melhor as perdas e retomar a vida com mais naturalidade. Confira algumas dicas a seguir.

  • Permita-se viver o luto. N√£o ignore as emo√ß√Ķes, entenda de onde elas v√™m e o que √© poss√≠vel fazer com esses sentimentos.
  • Evite consumir apenas not√≠cias negativas, sobre superlota√ß√Ķes e mortes em hospitais. Se manter informado √© importante, mas n√£o deixe que isso tome conta do seu dia a dia.
  • Crie uma rotina saud√°vel, ocupando o corpo e a mente com atividades cotidianas, de lazer e de trabalho. Invista em exerc√≠cios f√≠sicos e hobbies, por exemplo.
  • Mantenha contato com amigos e familiares, seja de forma virtual, seja fisicamente com todos os cuidados.
  • Busque apoio psicol√≥gico, com consultas individuais ou em grupo. Precisar de ajuda nesse momento n√£o √© motivo para vergonha.
  • Lembre-se que a crise aguda vai passar e, aos poucos, ser√° poss√≠vel retomar a vida.

Conte com a Viva Mais Plan

Neste artigo, falamos sobre como o luto coletivo em situa√ß√Ķes extremas √© um sentimento normal e, de certa forma, esperado. Quando vivenciamos uma perda individual, o processo j√° √© bastante desafiador – e isso pode ser ainda mais intenso em um n√≠vel coletivo.

A Viva Mais Plan acredita que todos merecem viver um luto digno. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo o apoio que sua família precisa em um momento tão delicado. Entre em contato conosco para saber mais!

Luto por um colega de trabalho: como lidar com a perda?

Não estamos preparados para lidar com a dor da perda em nossa vida pessoal Рmenos ainda quando falamos do ambiente profissional. O luto por um colega de trabalho que faleceu não é um assunto frequente na maioria das empresas, justamente porque a morte é um tema que desperta muitos tabus.

Neste artigo, vamos falar sobre como lidar com o luto por um colega de trabalho e quais s√£o as a√ß√Ķes que a empresa deve tomar quando um colaborador falece. Continue a leitura e confira nossas dicas sobre esse tema t√£o importante.

Como a empresa deve agir diante do luto por um colega de trabalho?

Como dissemos, o luto por um colega de trabalho é uma situação que muitas empresas não estão preparadas para lidar. Porém, infelizmente essa é uma necessidade cada vez mais urgente: em meio à pandemia do novo coronavírus, muitas são as perdas que teremos que enfrentar.

Por ser uma questão sobre a qual os gestores não estão acostumados a refletir, muitos não sabem como agir após o falecimento de um funcionário. Então, em alguns casos, existe uma certa frieza ao repassar a notícia para os outros colaboradores e ao dar os próximos passos práticos.

De fato, nenhuma pessoa é substituível, mas quando falamos em trabalho é preciso pensar em formas de garantir que as atividades continuem. Nesse sentido, alguns cuidados que podem ser tomados pelas empresas nesse momento são:

  • Entender que as rela√ß√Ķes de trabalho tamb√©m s√£o reais e importantes para os funcion√°rios. Muitas vezes, passamos mais tempo com nossos colegas de equipe do que com nossas fam√≠lias. Por isso, sentimos a perda de um amigo, mais do que um simples colega.
  • Consultar a equipe sobre a melhor forma de honrar a mem√≥ria daquele que se foi. Pode ser plantando uma √°rvore ou criando uma placa em seu nome, por exemplo.
  • Tomar certos cuidados na hora de substituir quem faleceu. A sensibilidade de mudar um pouco o nome do cargo ou mesmo o arranjo da mesa de trabalho pode fazer a diferen√ßa. Essas atitudes refor√ßam o aspecto humano do luto, al√©m de demonstrar que o sofrimento √© permitido e compreendido naquele ambiente.

Ninguém está preparado para lidar com a morte

Por mais processos de luto que algu√©m j√° tenha vivido, lidar com a perda de um amigo ou colega de trabalho n√£o ser√° f√°cil. O luto gera desorienta√ß√£o e emo√ß√Ķes intensas, que causam altera√ß√Ķes comportamentais, ps√≠quicas e f√≠sicas. Assim, voltar ao local de trabalho e se deparar com a mesa e a cadeira vazias – e saber que aquela pessoa n√£o voltar√° mais – √© uma situa√ß√£o desafiadora.

Assim, uma mensagem de apoio ao luto faz toda a diferença. As empresas devem apostar em seu aspecto humano, acima de tudo.

Neste artigo, falamos sobre como as empresas devem agir em situa√ß√Ķes de luto por um colega de trabalho. Como dissemos, pode ser desafiador enfrentar essa perda, especialmente em um mundo que n√£o d√° espa√ßo para a dor.

A Viva Mais Plan acredita que todos merecem vivenciar um luto digno. Por isso, contamos com planos de assistência funeral que oferecem todo o suporte que sua família precisa nesse momento tão delicado. Entre em contato conosco para saber mais!